Influência da espécie cultivada na evapotranspiração em sistemas wetlands construídos para tratamento de águas residuárias de suinocultura

Páginas: 8 (1841 palavras) Publicado: 11 de agosto de 2013
1º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E 1ª MOSTRA
DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DO IFNMG
___________

Realização IFNMG – Campus Salinas - Janeiro - 2012

Influência da espécie cultivada na evapotranspiração em sistemas wetlands construídos para
tratamento de águas residuárias de suinocultura1
Sérgio Ferreira Alcântara2, Wallisson da Silva Freitas3, Rodrigo Nobre Santana4
1

Projetofinanciado pela FAPEMIG
Graduando em Agronomia - IFNMG - Campus Januária, MG. Bolsista de iniciação científica do CNPq. e-mail:
sergio.agro@yahoo.com.br;
3
Eng. Agrícola, Prof. Doutor - IFNMG - Campus Januária, MG. e-mail: wallissonfreitas@yahoo.com.br
4
Graduando em Eng. Agrícola e Ambiental - IFNMG - Campus Januária, MG. e-mail: rodrigotidm@yahoo.com.br
2

Resumo: A escolha da espécie vegetal,baseada na quantificação da parcela de água perdida por
evapotranspiração, juntamente com outras variáveis de dimensionamento, é de fundamental importância
para o sucesso no tratamento de águas residuárias em sistemas alagados construídos (SACs). O presente
trabalho foi conduzido utilizando o delineamento inteiramente casualizado, em um esquema fatorial
(4x2) com 3 espécies de plantas e atestemunha (sem planta) e 2 tipos de água (água residuária de
suinocultura - ARS e água de abastecimento - AA): SAC1 (testemunha); SAC2 (tífton 85 - Cynodon
dactylon); SAC3 (bengo - Brachiaria mutica) e SAC4 (taboa - Typha latifolia), com 3 repetições. Os
resultados obtidos mostraram que a taboa apresentou uma evapotranspiração média de 21,1 mm d-1,
sendo a maior observada entre as 3 espéciesavaliadas, com uma porcentagem média de água perdida
diariamente no tratamento de ARS de 29%. Os SAC2 (tífton) e SAC3 (bengo), cultivados com ARS,
apresentaram médias iguais, ou seja, ambos com 14,5 mm d-1. Nestes mesmos SACs, cultivados com
AA, houve uma diferença na evapotranspiração, sendo maior no SAC2 (tífton), com 11,3 mm d-1 seguido
do SAC3 (bengo), com 10,4 mm d-1. O SAC1 (testemunha)apresentou uma evaporação média de 3,2
mm d-1, sendo quase 7 vezes menor que a ETc do SAC4 (taboa).
Palavras–chave: dejetos suínos, plantas aquáticas, sistemas alagados construídos
Introdução
Os sistemas alagados construídos (SACs) ou sistemas “Wetlands” se baseiam em processos
naturais que utilizam o sistema planta/meio suporte/microrganismos para tratamento de águas
residuárias. Apresentam,potencialmente, uma boa solução para tratar efluentes originados de várias
atividades, pois caracterizam-se como sistemas robustos, de baixo custo, simplicidade de operação e
manutenção. Tais aspectos os tornam ideais para aplicação de efluentes com elevada concentração
orgânica, tais como as águas residuárias da suinocultura (ARS), principalmente para fins de tratamento
secundário e terciário(MATOS et al., 2010.
Estudos têm mostrado que os SACs possuem boa capacidade de redução de poluentes (MATOS et
al., 2010, BRASIL & MATOS, 2008), mas, dentre estes estudos, a quantificação da evapotranspiração
ainda é incipiente para fins de manejo e dimensionamento. Segundo ALLEN et al. (1998), a exata
estimativa de remoção da massa de nutrientes requer considerações importantes por perdas porevapotranspiração que pode causar perdas significativas de água, causando o aumento de concentração
dos constituintes do efluente, mas no entanto, reduzindo a carga nutricional (e orgânica) final..
Segundo BRASIL & MATOS (2008), a evapotranspiração em sistemas alagados pode estar
relacionada ao clima e às características das águas de subsolo e de superfície, como também, à fisiologia
dasplantas. Desta forma, a escolha da espécie vegetal, baseada na quantificação da parcela de água
perdida por evapotranspiração, juntamente com outras variáveis de dimensionamento, é de fundamental
importância para o sucesso no tratamento de águas residuárias em SACs.
Este trabalho objetivou avaliar as perdas de água por evapotranspiração (ETc), de três espécies de
plantas, cultivadas em sistemas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Tratamento de águas residuárias
  • Sistemas e tratamento de águas residuárias
  • ESTIMATIVA DO POTENCIAL DE EMISSÃO DE GASES DE EFEITO ESTUFA EM DIFERENTES SISTEMAS DE TRATAMENTO DE ÁGUAS...
  • Projeto Tratamento de águas residuárias
  • Tratamento avançado de águas residuárias
  • tratamento de águas residuárias
  • Tratamento de águas residuárias
  • Resumo aula Tratamento de águas residuarias

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!