Inflação

Páginas: 10 (2356 palavras) Publicado: 8 de abril de 2013
TRABALHO DE ECONOMIA

TEMA:

INFLAÇÃO










Maytte A. de Souza nº. 33
Michele R. Caires nº. 34
Marlene Gonçalves nº. 31
Mayra Monteiro n°32
Turma: 1TCC


Trabalhoapresentado para matéria de Economia, curso Técnico em Contabilidade.
EEMF Prof. Derville Alegretti
Professora: Safira




SUMÁRIO:
1. INTRODUÇÃO
2. DEFINIÇÃO
3. INFLAÇÃO
3.1 O PAPEL DA INFLAÇÃO NA ECONOMIA
4. QUAIS OS TIPOS DE INFLAÇÃO
5. PODEMOS CITAR AS SEGUINTES CAUSAS DA INFLAÇÃO:
6. UNS DOIS MAISIMPORTANTES FATORES QUE CAUSAM A INFLAÇÃO!
7. HISTÓRICO DO QUADRO INFLACIONÁRIO NO BRASIL
7.1 INDICES DA INFLAÇÃO
8. CONCLUSÃO
9. BIBLIOGRAFIA

1. INTRODUÇÃO
O Trabalho é extremamente importante para o desenvolvimento profissional e pessoal do aluno. É uma das mais importantes etapas do curso, pois o aluno coloca em prática aquilo que absorveu ao longo dos semestres decorridos e aprendemais sobre o funcionamento e a rotina de uma empresa e vai se preparando para sua carreira na área em que está se profissionalizando.

2. DEFINIÇÃO

Inflação é um conceito econômico que representa o aumento de preços dos produtos num determinado país ou região, durante um período. Num processo inflacionário o poder de compra da moeda cai.

3. O QUE É INFLAÇÃO

É o aumento no nível geral depreços dos bens e serviços de uma economia. Sua medição dá-se pelo acompanhamento de índices de inflação.


3.1 O papel da inflação na economia
Um efeito da inflação de pequena escala é que se torna mais difícil renegociar alguns preços, e particularmente contratos e salários, para valores mais baixos — então com o aumento geral de preços é mais fácil para que os preços relativos se ajustem.Muitos valores são bastante inelásticos para baixo, e tendem a subir; logo, os esforços para manter uma taxa zero se o nível aumenta, irão punir outros setores com queda de preços, lucros e empregos. Por conta disso alguns economistas e executivos vêem essa inflação suave como um mecanismo de "lubrificação" do comércio. Segundo algumas escolas de economia, esforços para manter uma estabilidadecompleta de preços podem também levar à deflação (queda constante de preços), que podem ser bastante destrutiva, estimulando falências, concordatas e finalmente a recessão, que é o "descontrole" da economia, alertado por Keynes, em sua obra que foi editada finalmente em 1936, conhecida desde então por todos os economistas do "Mundo das Ciências Econômicas".
Muitos na comunidade financeira lembramdo "risco escondido" da inflação como um incentivo essencial para o investimento, ao invés da simples poupança, riqueza acumulada. A inflação, desta perspectiva, é vista como a expressão no mercado do valor temporal do dinheiro ou mais precisamente moeda, no chamado "economês" (linguagem do mundo da ciência econômica). Ou seja, se um real hoje é mais valioso que um real daqui a um ano, devido àdesvalorização dos meios de produção, fonte desse real, então, deve haver uma desvalorização também do real na economia como um todo, no futuro. Desta perspectiva, a inflação representa a incerteza - valorização de "algo" que na verdade não existe, ou seja sobre o valor ou "renda, composta da e na moeda no e do futuro".
Segundo os economistas da Escola austríaca, a inflação (no sentido clássico),provoca efeitos sobre a estrutura de produção da economia. Numa re-acomodação, no que seria uma forma de se fazer algo para a sociedade, redistribuindo rendas e causando uma desproporcionalidade sem rejeição, em relação ao volume de demanda para os vários setores da economia, o que Keynes, concorda, já que os preços não mudam todos junto e sim cada um com diferente intensidade econometria. No...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • inflacao
  • Inflação
  • Inflação
  • Inflação
  • Inflação
  • Inflação
  • INFLAÇÃO
  • Inflação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!