infecçoes hospitalares

Páginas: 25 (6033 palavras) Publicado: 12 de setembro de 2014
1. INTRODUÇÃO
Quando o assunto é Resíduos de Serviços de Saúde (RSS), é importante salientar que das 149.000 toneladas de resíduos residenciais e comerciais geradas diariamente, apenas uma fração inferior a 2% é composta por RSS e, destes, apenas 10 a 25% necessitam de cuidados especiais. Portanto, a implantação de processos de segregação dos diferentes tipos de resíduos em sua fonte e nomomento de sua geração conduz certamente à minimização de resíduos, em especial àqueles que requerem um tratamento prévio à disposição final. Nos resíduos onde predominam os riscos biológicos, deve-se considerar o conceito de cadeia de transmissibilidade de doenças, que envolve características do agente agressor, tais como capacidade de sobrevivência, virulência, concentração e resistência, da porta deentrada do agente às condições de defesas naturais do receptor.
Considerando esses conceitos, foram publicadas as Resoluções RDC ANVISA no 306/04 e CONAMA no 358/05 que dispõem, respectivamente, sobre o gerenciamento interno e externo dos RSS. Dentre os vários pontos importantes das resoluções destaca-se a importância dada à segregação na fonte, à orientação para os resíduos que necessitam detratamento e à possibilidade de solução diferenciada para disposição final, desde que aprovada pelos Órgãos de Meio Ambiente, Limpeza Urbana e de Saúde. Embora essas resoluções sejam de responsabilidades dos Ministérios da Saúde e do Meio Ambiente, ambos hegemônicos em seus conceitos, refletem a integração e a transversalidade no desenvolvimento de trabalhos complexos e urgentes.







2.RESÍDUOS DOS SERVIÇOS DE SAÚDE (RSS)
De acordo com a RDC ANVISA no 306/04 e a Resolução CONAMA no 358/2005, são definidos como geradores de RSS todos os serviços relacionados com o atendimento à saúde humana ou animal, inclusive os serviços de assistência domiciliar e de trabalhos de campo; laboratórios analíticos de produtos para a saúde; necrotérios, funerárias e serviços onde se realizematividades de embalsamamento, serviços de medicina legal, drogarias e farmácias inclusive as de manipulação; estabelecimentos de ensino e pesquisa na área da saúde, centro de controle de zoonoses; distribuidores de produtos farmacêuticos, importadores, distribuidores produtores de materiais e controles para diagnóstico in vitro, unidades móveis de atendimento à saúde; serviços de acupuntura, serviçosde tatuagem, dentre outros similares.
Ate a década de 1980, dentre os resíduos considerados perigosos incluíam-se aqueles que eram provenientes de hospitais. A denominação lixo hospitalar passou a ser bastante utilizada mesmo quando os resíduos não eram gerados em unidades hospitalares. Recentemente, ela foi substituída pela expressão Resíduos de Serviços de Saúde (RSS), que engloba os resíduosproduzidos por todos os tipos de estabelecimentos de saúde.
A equipe de enfermagem é o principal agente no que diz respeito aos procedimentos ligados diretamente ao paciente, tais como a preparação de medicamentos e soro, a realização de curativos, as punções venosas e a coleta de exames, entre outros.
Dentro de um hospital, nem todo lixo é hospitalar, visto que invólucros de seringas, gazes,luvas, equipos de soros, impressos etc. não são considerados lixo hospitalar.
O profissional de enfermagem é, portanto, responsável pela identificação e separação dos resíduos, que devem ser feitas em seu local de origem, além de ser classificadas em resíduos perigosos e resíduos comuns. A responsabilidade então passa para o serviço de limpeza, que realiza a coleta interna nas salas de armazenamentotemporário de lixo ou na sala de utilidades (expurgo) e transporta os resíduos para coleta externa.
O destino final dos resíduos no ambiente hospitalar é administrado pelo serviço de engenharia, que decide a melhor forma de removê-los e tratá-los.
A Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) no País, sua concepção, o equacionamento da geração, do armazenamento, da coleta até a disposição final,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Infecções hospitalares
  • Infecções hospitalares
  • Infecções hospitalares
  • infecções hospitalares
  • Bactérias que causam infecções hospitalares
  • O controle de infecções hospitalares
  • Microbiologia das infecções hospitalares
  • Controle de Infecções Hospitalares

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!