Infecção hospitalar

Páginas: 28 (6960 palavras) Publicado: 25 de maio de 2012
UNINGÁ-UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ
FACULDADE INGÁ
FORMAÇÃO PEDAGOGICA PARA DOCÊNCIA










ANGELA MARIA BARBOSA DE SOUZA











O ENFERMEIRO FRENTE ÀS MEDIDAS PARA O CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR












ITAPEVA
2010


ANGELA MARIA BARBOSA DE SOUZA





OENFERMEIRO FRENTE ÀS MEDIDAS PARA O CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR










Trabalho apresentado a UNINGÀ- Faculdade Ingá- como exigência para obtenção do titulo de Especialista em Formação Pedagógica para Docência.
Orientador: Profº. Ms. Adilson Lopes Cardoso

















ITAPEVA/SP2010




ANGELA MARIA BARBOSA DE SOUZA




O ENFERMEIRO FRENTE ÀS MEDIDAS PARA O CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR







Aprovada em _______ / _________/ __________

COMISSÃO EXAMINADORA




______________________________________
Prof Ms. Adilson Lopes Cardoso
Presidente da Banca e Orientador



______________________________________
Prof.Dr. Fabio Arlindo Silva
-1º Examinador-



______________________________________
Prof Ms Marco Aurélio Morses Pimenta
-2º Examinador-






AGRADECIMENTOS




Agradeço a UNINGÁ pela oportunidade de me tornar especialista em Formação Pedagógica para Docência;

A todos aqueles que indiretamente contribuíram com sua paciência e compreensão;

A minha família e amigos.

A Deusque na sua infinidade bondade nos proporcionou essa oportunidade e nos abençôo para chegarmos ao final de mais uma jornada proposta em nossas vida.






















SOUZA, A.M.B. O ENFERMEIRO FRENTE ÀS MEDIDAS PARA O CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR. Itapeva, 2010. [Monografia de Conclusão do Curso de Especialização Formação Pedagógica para Docência].


RESUMOA infecção hospitalar tem sido a causa de intercorrência na assistência prestada pelos profissionais de saúde, visto que mãos que curam pode ser fonte de transmissão de microorganismos capazes de causar danos irreversíveis podendo levar o ser humano a morte. A higienização das mãos está associada à prevenção de agravos a saúde e tem sido objeto de pesquisas a milhares de anos, contextualizandodivergências entre a prática e o ideal preconizado. O Serviço de saúde no decorrer da história tem relatos de fatores que influenciam na transmissão de infecções e a maior fonte de contaminação tem sido as mãos dos profissionais de saúde que contaminam pacientes direta e indiretamente através de mãos que apresentam em sua flora inúmeros microorganismo que com o passar do tempo acabaram se tornandoresistente aos mais eficazes antimicrobianos. A infecção hospitalar tornou-se um problema de saúde pública com repercussões sociais, econômicas, legais e éticas levando a criação de Comissões de Controle de Infecção Hospitalar onde o enfermeiro foi inserido como profissional de extrema importância para mudança desse paradigma sendo apoiado por leis e portaria especifica normas, manuais e rotinastêm buscado o controle das infecções. A higienização das mãos é um procedimento simples e barato que pode salvar vidas, que tem sua importância discutida na portaria 2616 de 1998 no anexo V. Com a implementação de programas efetivos de controle de infecção evidenciou-se que as taxas tiveram significativas reduções com grande repercussões econômicas pela redução dos custos hospitalares relacionados àassistência aos pacientes que desenvolviam infecções sendo assim enfatizado a prevenção com custos muito menores.

Palavras chave: infecção hospitalar, higienização das mãos, programas efetivos de controle.

















SOUZA, A.M.B O ENFERMEIRO FRENTE AS MEDIDAS PARA O CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR. Itapeva, 2010. [Monografia de Conclusão do Curso de Especialização...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Infecção hospitalar
  • Infecção Hospitalar
  • infecção hospitalar
  • INFECÇÃO HOSPITALAR
  • Infecção Hospitalar
  • Infecção Hospitalar
  • infecção hospitalar
  • Infecção Hospitalar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!