Infância x violência infantil: os prejuízos para a sociedade conteporânea

Páginas: 8 (1963 palavras) Publicado: 18 de maio de 2011
Introdução

A violência contra as crianças inclui violência física, psicológica, discriminação, negligência e maus-tratos. Ela vai desde abusos sexuais em casa a castigos corporais e humilhantes na escola; do uso de restrições físicas em casa à brutalidade cometida pelas forças da ordem, de abusos e negligência em instituições até às lutas de gangs nas ruas onde as crianças brincam outrabalham; do infanticídio, isto é, assassínio de crianças ou recém-nascidos aos chamados “crimes” de honra.
O texto abaixo, nos transmite uma idéia sobre a importância de toda criança, ter uma educação saudável e de serem tratadas com respeito pela família, estado e sociedade.

Pesquisa: A atuação do Conselho Tutelar

Dados levantados na pesquisa:

Município: Berizal-MG;
Número deconselheiros existente no Município: cinco (05);
Número de crianças (0-12 anos incompletos) atendidas em 2009: quarenta e sete (47) crianças;
Principais formas de violência registradas no Conselho Tutelar em 2009: violência doméstica e exploração de trabalho infantil;
O que mais me chamou a atenção nessa pesquisa foi o fato de a Justiça ser muito lenta nos processos de execução das penalidadescontra os agressores que violaram os direitos da criança vítima, se não houver flagrante. Enquanto isso, os agressores incluindo os pedófilos estão a solta por aí, colocando nossas crianças e adolescentes em risco. Mesmo que haja a denúncia. São apenas supostos e pronto, ou mandam um ratório ao Fórum e aguardam uma “eternidade” para serem intimados.

Infância x violência infantil: os prejuízospara a sociedade contemporânea

Ao longo dos séculos, e até há bem poucos anos, as crianças eram consideradas seres de menor importância. Era de aceitação comum na sociedade o abandono, a negligência, o sacrifício e a violência contra crianças, chegando ao filicídio, declarado ou velado, que levava as taxas de mortalidade infantil, na França do século XVIII, a níveis absurdos,inacreditáveis, de sempre mais de 25% das crianças nascidas vivas. Hoje, em muitos países, para cada mil crianças nascidas vivas, morrem menos de dez, antes de um ano de vida. Segundo Elisabeth Badinter, em Um amor conquistado - O mito do amor materno, na França daquela época raramente uma criança era amamentada ao seio da mãe. Morriam como moscas. Cerca de 2/3 delas morriam junto às amas de leite - miseráveise mercenárias - contratadas pela família e nas casas das quais ficavam, em média, quatro anos, quando sobreviviam.
Ainda no século XIX, o abandono dos filhos era uma rotina aceita. Mas foi a partir do final desse século que a criança, passou a ser valorizada, sob a óptica de que deveria sobreviver para ser tornar adulto produtivo. A criança passou a ser protegida por interesses, antes detudo econômicos e políticos, a partir da Revolução Industrial especialmente em fins do século XVIII. As sociedades protetoras da infância surgiram na Europa entre 1865 e 1870, e eram mais recentes, e menos representativas, do que a Sociedade Protetora dos Animais.
Atualmente existe muitos atos de violência praticados contra as crianças que continuam escondidos e têm muitas vezes a aprovaçãoda sociedade.
As crianças que sofrem maus-tratos ou violência doméstica, isto é, violência praticada pelos próprios pais, parentes ou responsáveis, podem sofrer danos físicos, sexuais ou psicológicos em meio a uma negação do direito que as crianças e adolescentes têm de serem tratadas com respeito e dignidade, e de serem consideradas pessoas importantíssimas na sociedade, pelo fato deestarem em fase de desenvolvimento e serem o futuro do nosso país.
A melhor forma de tratar do problema da violência contra as crianças é impedir que aconteça. Todas as pessoas têm um papel a desempenhar nesta causa, e cabe aos Estados assumir a uma grande responsabilidade. Isso significa proibir todas as formas de Violência contra as Crianças, onde quer que aconteça e independentemente de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Infância x violencia infantil: os prejuizos para a sociedade conteporânea.
  • Infância x violência infantil: os prejuízos para a sociedade contemporânea
  • Infância x violência infantil: os prejuízos para a sociedade contemporânea
  • Infäncia x violëncia infantil: os prejuízos para a sociedade contemporänea
  • Infância x violência infantil: os prejuízos para sociedade contemporânea
  • Infância x violência infantil: os prejuizos para a sociedade contemporânea.
  • Infancia x violencia infantil
  • Infancia x violencia infantil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!