industrialização

Páginas: 8 (1944 palavras) Publicado: 25 de novembro de 2014
Primeiro período (1500 – 1808)
De proibição

Nesta época se fazia restrição ao desenvolvimento de atividades industriais no Brasil. Apenas uma pequena indústria para consumo interno era permitida, devido às distâncias entre a metrópole e a colônia. Eram, principalmente, de fiação, calçados, vasilhames.
Na segunda metade do seculo xvlll algumas indústrias começaram a crescer, como a domármore e a têxtil. Portugal já possuía essas indústrias, abrindo assim uma concorrência ao comércio da corte e poderiam tornar a colônia independente financeiramente, adquirindo a possibilidade da independência política. Assim, em 5 de janeiro de 1785, D Maria l assinou um alvará, extinguindo todas as manufaturas têxteis da colônia, exceto a dos panos grossos para uso dos escravos e trabalhadoresSegundo período (1808 – 1930)
Implantação

Primeira Fase (1808-1850)

Em 1808 chegando ao Brasil a família real portuguesa, D. João VIrevogou o alvará, abriu os portos ao comércio exterior e fixou taxa de 24% para produtos importados, exceto para os portugueses que foram taxados em 16%.
Em 1810 através de um contrato comercial com a Inglaterra, foi fixada em 15% a taxa para as mercadoriasinglesas por um período de 15 anos. Neste período,o desenvolvimento industrial brasileiro foi mínimo devido à forte concorrência dos produtos ingleses que, além de serem de melhor qualidade, eram mais baratos.
Em 1828 foi renovado o protecionismo econômico cobrando-se uma taxa de 16% sobre os produtos estrangeiros, agora para todos os países, sem exceção. Porém essa taxa era ainda insuficiente parapromover algum desenvolvimento industrial no País.
Em 1844 o então Ministro da Fazenda Manuel Alves Branco decretou uma lei que ampliava as taxas de importação para 20% sobre produtos sem similar nacional e 60% sobre aqueles com similar nacional. Assim, algumas atividades industriais do país foram protegidas.
Em 1846 a indústria têxtll obteve incentivos fiscais e, no ano seguinte, asmatérias-primas necessárias à indústria do país receberam isenção das taxas alfandegárias.
Mas nem esses incentivos foram suficientes para alavancar o desenvolvimento industrial. A escravidão ainda estava presente. Faltavam trabalhadores livres e assalariados para constituir a base do mercado consumidor. Além disso, as elites enriquecidas pelo café ainda não estavam dispostas a investir na indústria
Segundafase (1850-1930)

Em 1850 é assinada a Lei Eusébio de Queirós proibindo o tráfico intercontinental de escravos (embora o tráfico interprovincial continuasse,destacando-se a transferência de escravos da decadente economia nordestina para o Oeste Paulista, que vivia a ascensão da cafeicultura) e que trouxe duas consequências importantes para o desenvolvimento industrial:
Os capitais que eramaplicados na compra de escravos ficaram disponíveis e parte deles foram aplicados no setor industrial.
A cafeicultura, que estava em pleno desenvolvimento, necessitava de mão de obra. Isso estimulou a entrada de um número considerável de imigrantes, que trouxeram novas técnicas de produção de manufaturados e foi a primeira mão de obra assalariada no Brasil. Assim constituíram um mercado consumidorindispensável ao desenvolvimento industrial, bem como força de trabalho especializada.
O setor que mais cresceu foi o têxtil, favorecido em parte pelo crescimento da cultura do algodão em razão da Guerra de Secessão dos Estados Unidos, entre 1861 e 1865.
Na década de 1880 ocorreu o primeiro surto industrial quando a quantidade de estabelecimentos passou de 200, em 1881, para 600, em 1889. Esseprimeiro momento de crescimento industrial inaugurou o processo de substituição de importações.
Entre julho de 1914 e novembro 1918 ocorreu a Primeira Guerra Mundial e, a partir dai, vamos constatar que os períodos de crise foram favoráveis ao nosso crescimento industrial.
Nesses períodos a exportação do cafe era prejudicada e havia dificuldade em se importar os bens industrializados,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Industrialização
  • Industrialização
  • Industrialização
  • O que e industrialização?
  • Industrialização
  • Industrialização
  • Industrialização
  • INDUSTRIALIZAÇÃO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!