Industrialização por substituição de importações

Páginas: 5 (1106 palavras) Publicado: 7 de abril de 2013
INDUSTRIALIZAÇÃO POR SUBSTITUIÇÃO DE IMPORTAÇÕES

Hoje, a economia brasileira é relativamente aberta ao resto do mundo, mas era extremamente fechada no passado. Isso foi resultado do modelo de industrialização por substituição de importações, implementado, no Brasil, a partir da década de 1930. Relembrando o que nós estudamos nas nossas primeiras aulas: o Brasil era um clássico exemplo deeconomia agro-exportadora, produzíamos bens agrícolas para abastecer o mercado mundial e importávamos bens industrializados. Com a crise econômica mundial, gerada pela Grande Depressão, ocorreu a falência desse modelo. Para o país crescer e se desenvolver, era necessário promover uma mudança profunda na economia. Para fomentar a indústria nacional, o governo brasileiro ergueu barreiras protecionistas.LIBERAIS VERSUS ESTRUTURALISTAS

Se os economistas defendem as vantagens do livre comércio desde o final do século XVIII, como o Brasil pode ter desenvolvido sua indústria praticando uma política protecionista?

A resposta é bastante simples. Existem diferentes escolas de pensamento econômico e, conseqüentemente, diferentes abordagens acerca do comércio internacional. A concepção acercadesse assunto do economista clássico inglês David Ricardo, por exemplo, é muito diferente daquela encontrada nos escritos do expoente do pensamento estruturalista, o argentino Raúl Prebisch.

O ESGOTAMENTO DO MODELO DE SUBSTITUIÇÃO DE IMPORTAÇÕES

A influência do pensamento estruturalista na América Latina começa depois da Segunda Guerra, mas podemos dizer que o modelo de industrializaçãoseguido pelo Brasil desde a Revolução de 1930 já ia nessa direção.

Já discutimos aqui a importância que esse modelo teve no crescimento e desenvolvimento do Brasil, mas, com a crise da década de 1980, ficou claro que ele havia se esgotado.

A indústria brasileira ergueu-se sobre a égide do protecionismo. Essa reserva de mercado deixou o empresário nacional em uma situação muito cômoda. Nãoera necessário modernizar-se tecnologicamente, adotar novas técnicas administrativas ou buscar diferentes estratégias de competição, pois o mercado nacional estava garantido pelas barreiras protecionistas.

OS LIBERAIS CONSEGUEM SE IMPOR

Essa situação começa a se tornar insustentável no início dos anos 1980. O atraso tecnológico do parque industrial brasileiro era patente, o que comprometiaa produtividade e a competitividade da economia nacional.

Os economistas desenvolvimentistas alinhados com o pensamento de Prebisch começaram a dar espaço a teóricos mais comprometidos com o ideário de David Ricardo. Segundo o grupo emergente, o Brasil pagava o preço por não ter levado a sério as recomendações do grande pensador inglês e era chegado o momento de retomar o liberalismocomercial.

MODERNIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE

A abertura comercial no Brasil começou ainda nos anos 1980, durante o governo Sarney, seria aprofundada durante a gestão do presidente Collor e novamente aprofundada, ou pelo menos mantida, nos governos que viriam depois.

Essa nova estratégia de política econômica visava produzir uma espécie de choque competitivo e forçar o empresário nacional aengajar-se na onda de modernização que acontecia no resto do mundo.

UMA AVALIAÇÃO DA ABERTURA BRASILEIRA

A abertura comercial brasileira trouxe resultados positivos e negativos. O consumidor brasileiro, hoje, tem uma variedade muito maior de produtos a escolher. A qualidade aumentou e muitos preços baixaram.

Algumas indústrias tecnologicamente defasadas se modernizaram, tornaram-seinternacionalmente competitivas e passaram a destinar parte da sua produção ao mercado internacional. Outras não se saíram tão bem, simplesmente não suportaram a concorrência internacional, fecharam as portas e demitiram trabalhadores.

O balanço final pode ser discutível, mas uma coisa é certa: a abertura era necessária e tinha de, mais cedo ou mais tarde, acontecer. As nações que mais crescem, hoje,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A industrialização brasileira por substituição de importações, o PSI
  • Análise comparativa sobre o Processo de industrialização por substituição de importações
  • Da substituição de importações a substituição de exportações
  • Substituição de importações
  • Substituição de importações
  • Resumo de Aula de Economia Brasileira sobre Industrialização Restringida e o Processo de Substituição de Importações
  • Processo de substituição de importações
  • Processo de substituição de importações

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!