Império japonês

Páginas: 9 (2169 palavras) Publicado: 22 de maio de 2012
Império Japones dentro da visão das Relações Internacionais
















IMPÉRIO JAPONÊS NO SÉCULO XIX
















HISTÓRIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS


















Curitiba 16 de novembro de 2009.
CENTRO UNIVERSITÁRIO CURITIBA










IMPÉRIO JAPONÊS NO SÉCULO XIXAlunos: Tiago Galliano Daros, Pedro Paulo Miranda, André Girardi, Heros Bossato
Professor: Renato Carneiro
Disciplina: História das Relações Internacionais
Período: 1º
Turma: C / Noturno


















Curitiba 16 de novembro de 2009.


SUMÁRIO






• Sobre Capa. Página 2
• Sumário. Página 3• Introdução. Página 4
• Imperialismo Japonês. Paginas 4 e 5
• Expansionismo do Império Japonês. Paginas 5 e 6
• Era Meiji. Paginas 6 e 8
• Período Edo. Paginas 8 e 9
• Conclusão. Página 9
• Referência Bibliográficas. Página 9


































1. Introdução


Nossoobjetivo nesse trabalho é analisar a formação do Império Japonês no século XIX. O objeto de estudos será o Imperialismo Japonês, o Expansionismo territorial, a Era Meiji e o Período Edo.
Com base nesses objetos de estudo, poderemos nos aprofundar na história imperial nipônica, que começa no fim do Período Edo e termina na unificação japonesa com a vinda da Era Meiji, acelerando aindustrialização do país e por conseqüência o expansionismo territorial, aliado a todas as reformas constitucionais, educacional, militar e governamental.


2. Imperialismo Japonês


Do século XVII ao século XIX, o Japão permaneceu isolado do resto do mundo. O país passava por uma política de isolamento chamada Sakoku ("País fechado"). Durante esse tempo foi governado pelo clã Tokugawa. Devido aesse isolamento, o Japão não se industrializou junto com o resto do mundo e permaneceu na sociedade feudal do regime de Xogunato. Nesse período, a capital era Edo, a Tóquio de hoje. (Período Edo é o período que vai de 1603 à 1867, que caracteriza o governo Tokugawa).
Em 1868 foi restaurado o poder imperial no Japão, subtraindo aos xoguns o poder feudal que existia desde o século XII. Subiuao trono o jovem imperador Mitsuhito, conhecido pelo nome de Meiji. A Era Meiji (1868-1912), como ficou conhecida, representou um período de grandes mudanças na história do Japão.
Completadas as reformas internas, o governo decidiu-se a alcançar uma condição de igualdade com as potências ocidentais. Uma reforma dos tratados, com vistas a extinguir os privilégios judiciais e econômicosdesfrutados pelos estrangeiros, foi tentada desde o início, mas as potências envolvidas recusaram-se a tratar do assunto até que as instituições legais japonesas se equiparassem às ocidentais. Os assuntos asiáticos ocuparam lugar secundário da política externa dos primeiros anos, mas já no início da década de 90 tornava-se clara a preponderância chinesa na Coréia, o que alarmava Tóquio. Em 1894, umarebelião na Coréia foi esmagada com apoio dos chineses. O Japão enviou tropas ao país vizinho e, cessada a crise, recusou-se a retirá-las. As hostilidades sino-japonesas começaram no mar, e depois a luta transferiu-se para a Coréia. Vitorioso em todas as batalhas, o Japão impôs um tratado humilhante ao adversário, mas as potências européias se recusaram a aceitar Tóquio como sócio na partilha dasriquezas da China. Alemanha, França e Rússia forçaram os japoneses a devolver a península de Liaotung, tomada à China, em troca de uma indenização. Em 1889 à Rússia forçou a China a ceder-lhe a referida península, com sua importante base naval de Port Arthur.


3. Expansionismo do Império Japonês


Já a entrada do Japão no grupo dos países imperialistas foi por pressão dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Japones
  • Japones
  • japones
  • Japonês
  • Japones
  • Japonês
  • Japones
  • Japones

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!