Imaginando os possíveis arranjos das valises

Páginas: 6 (1329 palavras) Publicado: 26 de novembro de 2011
Imaginando os possíveis arranjos das valises
Para facilitar o entendimento das questões que tratarei neste texto, proponho como imagem o encontro entre o médico e um usuário, olhando-a sob a noção das valises que aquele profissional de saúde utiliza para agir neste processo de interseção2. Estas valises representam caixas de ferramentas tecnológicas, enquanto saberes e seus desdobramentosmateriais e não-materiais3, que fazem sentido de acordo com os lugares que ocupam naquele encontro e conforme as finalidades que o mesmo almeja.
Acredito que o médico, para atuar, utiliza três tipos de valises: uma, vinculada a sua mão e na qual cabe, por exemplo, o estetoscópio, bem como o ecógrafo, o endoscópio, entre vários outros equipamentos que expressam uma caixa de ferramentas tecnológicasformada por "tecnologias duras"4; outra, está na sua cabeça, na qual cabem saberes bem estruturados como a clínica e a epidemiologia, que expressam uma caixa formada por tecnologias leve-duras; e, finalmente, uma outra, presente no espaço relacional trabalhador—usuário, que contém tecnologias leves implicadas com a produção das relações entre dois sujeitos, que só tem materialidade em ato.
Olhandoestas valises e procurando entendê-las sob a ótica da micropolítica dos processos de trabalho, pode-se afirmar que todas expressam processos produtivos singulares implicados com certos tipos de produtos5. Por exemplo, a valise das tecnologias duras permite processar, com os seus equipamentos, imagens, dados físicos, exames laboratoriais, entre outros. Porém, para serem realizados, além do trabalhomorto da máquina, estes produtos consomem o trabalho vivo de seu "operador" com seus saberes tecnológicos. Mas, de tal modo que há uma captura predominante do momento vivo pela lógica produtiva instituída no equipamento.
A outra valise, a da cabeça, permite processar o recorte centrado no olhar do médico sobre o usuário, enquanto objeto de sua intervenção, em um processo de captura do mundodaquele e de suas necessidades sob uma forma particular de significá-lo. Este olhar é construído a partir de certos saberes bem definidos, expressando-se como trabalho morto, daí seu lado duro. Mas, nos momentos de sua concretitude, no agir do médico sobre o usuário, mediante seu trabalho vivo em ato, é "contaminado" no seu processar produtivo, dando-lhe uma certa incerteza no produto a ser realizado edesviando-o de sua dureza pela relação centralmente leve que o usuário real impõe para o raciocínio clínico. Mesmo que armado, o olhar do médico vai se singularizar no ato. Porém, por mais que sofra esta "contaminação", dando-lhe uma certa leveza pelo agir em ato do trabalho vivo do médico - que não é plenamente capturado pelo saber tecnológico bem definido, pois esta captura também é disputadapelo usuário, presente em ato neste processo -, os produtos realizados nesta situação produtiva podem ser circunscritos pela imposição do lado mais duro deste processo sobre o mais leve. Mas o contrário também pode ocorrer. Não há só uma forma de se realizar o ato clínico6.
Esta situação incerta, da finalidade que será cumprida neste tipo de processo produtivo inscrito na valise da cabeça,contaminará a valise da mão, pois se relaciona com ela em um processo de dominância. É a partir deste terreno, o da valise da cabeça e de seus processos produtivos, que os produtos da valise da mão adquirem significados como atos de saúde. E o maior endurecimento dos processos produtivos em torno de saberes tecnológicos muito bem definidos dará uma maior ou menor interdição à possibilidade de o mundo dousuário penetrar como capturante, também, das finalidades dos processos produtivos em saúde.
Os distintos modelos de atenção variam nesta situação relacional. Mas sem dúvida, a valise que, por suas características tecnológicas próprias permite reconhecer, na produção dos atos de saúde, uma situação de permanente disputa em aberto de jogos de captura, impossibilitando que as finalidades e mesmo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Arranjo
  • Arranjos
  • arranjo
  • arranjo
  • ARRANJOS
  • Arranjos
  • Arranjos
  • Arranjo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!