Ideologia Marxista

Páginas: 5 (1088 palavras) Publicado: 11 de janeiro de 2015
IDEOLOGIA MARXISTA

Antes de iniciamos a temática, proponho analisamos o que é ideologia, vejamos então:
“O conceito de ideologia aparece em Marx como equivalente de ilusão, falsa consciência, concepção idealista na qual a realidade é invertida e as ideias aparecem como motor da vida real. (...) No marxismo posterior a Marx, sobretudo na obra de Lênin, ganha um outro sentido, bastantediferente: ideologia é qualquer concepção da realidade social ou política, vinculada aos interesses de certas classes sociais particulares”. Práxis Historia.

Porem para Karl Marx, a ideologia era o entendimento de classe dominante demostravam ser real e natural nos olhos do povo, daquela classe, vejamos:
“As representações, o pensamento, o comércio intelectual dos homens surge aqui como emanaçãodirecta do seu comportamento material. O mesmo acontece com a produção intelectual quando esta se apresenta na linguagem das leis, política, moral, religião, metafísica, etc., mas os homens reais actuantes e tais como foram condicionados por um determinado desenvolvimento das suas forças produtivas e do modo de relações que lhes corresponde, incluindo as formas mais amplas que estas possam tomar. Aconsciência nunca pode ser mais que o Ser consciente; e o ser dos homens é o seu processo da vida real”. (Marx e Engels,1932-1976)

A ideologia Marxista poderia dizer que hoje é o dito constitucional que todos são iguais perante a lei, a busca de igualdade, era fortemente defendido por Marx, no processo de vida real, através do ser consciente, principalmente no capitalismo, na busca pelo lucro“justo”. Porem para o movimento posterior a Marx, chamado de Marxismo trás um outro sentido, sendo que a ideologia é a realidade dos grupos particulares que defendem o desejo de ter direitos iguais perante a nossa sociedade, como por exemplo, os trabalhadores domésticos.

Ao versa sobre a temática, gosto muito do fundamento da ideologia de Marx defendida em sua tese por Manoel Dias, no IICongresso Ibero – Americano Sobre o Pensamento de Paul Ricoeur , que diz:
“Na Ideologia Alemã, Marx e Engels defendem de maneira repetida que “a consciência não pode ser mais que a existência consciente, e a existência dos homens é seu processo efetivo de vida”. Assim, “são os homens que ao ampliar sua produção material e suas relações materiais, modificam, junto com sua existência real, seupensamento e os produtos de seu pensamento. Não é a consciência que determina a vida, senão a vida que determina a consciência”. Alguns anos mais tarde, o mesmo Marx insistirá, com uma breve variação, nessa idéia, destacando assim a importância deste princípio em sua concepção geral: “o modo de produção da vida material determina o caráter geral dos processos da vida social, política eespiritual. Não é a consciência dos homens que determina o ser, ao contrário: seu ser social determina sua consciência”.
Devemos evitar, desde já, uma compreensão mecanicista deste princípio. Não se trata de uma determinação total qual ocorre com a existência tendo seu correlato direto e imediato na consciência. Não se tratará de que cada elemento da consciência tenha seu equivalente, uma “causa”particular, na existência. Tal interpretação do princípio seria absolutamente inconsequente com a concepção totalizadora que o materialismo tem sobre a existência. Assim, mediria a existência e, ademais, se retornaria ao dualismo em que a existência e consciência são de algum modo, mundo à parte, só que agora vinculado por um princípio de causalidade. O modo como se deve entender esta determinação dependeda concepção da existência como totalidade completa. Chegamos ao limiar da teoria marxista da ideologia – a ideologia enquanto inversão da realidade. Considerando-se, preliminarmente, que a ideologia representa uma “falsa consciência”, esta falsa consciência segue sendo uma expressão da existência. Apresenta-se assim uma aparente antítese. Por uma parte, a ideologia deforma a realidade, a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ideologia marxista
  • Ideologia marxista
  • A CONCEPÇÃO MARXISTA DE IDEOLOGIA
  • Conceito marxista de ideologia
  • Resenha do Capítulo: A Concepção Marxista de Ideologia, do Livro "O que é Ideologia?" de Marilena Chauí
  • Análise da ideologia marxista até o fracasso do estado socialista
  • O JULGAMENTO DO MENSALÃO PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E AS CONCEPÇÕES MARXISTAS DA IDEOLOGIA E DOS CONFLITOS...
  • Lowy Michel, ideologia e ciência social: elementos para uma análise marxista

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!