Identidades sociais - resenha crítica

Páginas: 5 (1156 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2012
“A CONSTRUÇÃO DA MEMÓRIA NA SOCIEDADE GLOBAL. IDENTIDADES SOCIAIS: LOCAL X GLOBAL”

RECIFE

“A CONSTRUÇÃO DA MEMÓRIA NA SOCEIDADE GLOBAL. IDENTIDADES SOCIAIS: LOCAL X GLOBAL”


No artigo de Célia Reis Camargo: “A Construção da Memória na Sociedade Global. Identidades Sociais: Local x Global”, a autora discute os modelos institucionais de proteção do patrimônio cultural atuais, com ênfaseno Brasil. Para isso baseia-se no pressuposto de que “preservar a memória significa, sempre, construir memória”, ou seja, a partir do momento em que construímos uma memória criamos novas celebrações que passam a conviver com temas e marcos preexistentes e assim perpetuam valores, saberes, modos de viver, entre outros fatores fundantes, de um tempo e de uma sociedade, preservando, dessa forma,antigas e novas memórias.
Ela começa citando as três modalidades institucionais principais de preservação da memória: os arquivos, as bibliotecas e os museus nacionais.
Os arquivos públicos receberam a missão de guardar e disponibilizar a escrita do Estado; as bibliotecas deveriam guardar e preservar o patrimônio intelectual produzido no país e o que foi publicado sobre ele em outras nações; e osmuseus nacionais teriam de preservar exemplares da cultura material nacional no que diz respeito a sua trajetória social, política e cultural. Este modelo vem se desenvolvendo desde a formação do Estado Nacional, por volta do séc. XVIII, e permanece até hoje na sociedade ocidental contemporânea.
Camargo ainda chama a atenção para o fato de que as chamadas instituições-memória não têm essaimportância só pelo fato de guardarem patrimônios e documentos mas, também, por socializarem conjuntos de valores novos e/ou tradicionais. Sua importância é tanta que ela chega a compará-las a entidades educacionais. Também faz uma ponderação quanto à natureza desses modelos ao dizer que a abordagem dos registros documentais (textos escritos, edificações, obras artísticas, etc.) é muito mais importante quesua estrutura organizacional. Uma observação relativa à preservação dos registros documentais também é feita, mostrando que sempre remete à ideia de memória nacional, mesmo quando seu valor é local. O que nos leva a imaginar um passado comum onde o processo de construção nacional teve grande participação de comunidades locais.
Sobre o tema, ela cita a História como sendo imprescindível para suaexplicação. Relata seu destaque nas ciências sociais, no século XIX, e mostra-nos um comentário de Hobsbawn sobre a “epidemia” de historiadores na Europa onde ele diz que naquele momento esse patamar não seria o resultado mais importante e sim a viabilidade das histórias nacionais que a criação de instituições e fontes de pesquisa proporcionariam.
Mais à frente, a autora mostra que o conhecimentoe a construção das identidades locais, durante o primeiro governo Vargas, serão a base para ações do poder público – por conta da colonização interna que passava o país- e têm relação com a criação de agências voltadas para a construção das identidades históricas como o SPHAN (Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), por exemplo. Essas agências, capazes de absorver e incorporar asdiferentes configurações locais/regionais, alimentariam com uma nova identidade e sentido a análise dos mecanismos institucionais de interiorização das representações simbólicas enquanto que, do outro lado, a nacionalidade fundamentaria-se na exteriorização dessas identidades onde, num movimento recíproco de realimentação, teríamos o local tornado nacional.
A seguir nos diz que a principal novidadenas mudanças ocorridas na abordagem do patrimônio nacional foi a incorporação do conceito de pluralidade cultural onde as noções de memória e bem cultural foram introduzidas na formulação – e na prática – da política cultural, descentralizando, assim, a função de proteção do patrimônio que ainda estava em processo. Até os patrimônios intangíveis (bens culturais imateriais) foram reconhecidos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha Crítica
  • Resenha critica sobre Identidade
  • RESENHA CRITICA RESPONSABILIDADE SOCIAL
  • resenha critica ao contrato social
  • Resenha critica da questao social
  • Resenha crítica serviço social
  • Resenha critica planejamento social
  • resenha critica SERVIÇO SOCIAL

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!