Ibêre camargo

Páginas: 5 (1047 palavras) Publicado: 1 de agosto de 2012
Iberê Bassani de Camargo (Restinga Seca, 18 de novembro de 1914 — Porto Alegre, 9 de agosto de 1994) foi um pintor, gravurista e professor brasileiro.
Biografia
Pintor e gravador brasileiro nascido em Restinga Seca, RS, um dos mais legítimos representantes do abstracionismo expressionista no Brasil. Estudou com Guignard ganhou um prêmio de viagem ao exterior (1947) na divisão moderna do SalãoNacional de Belas-Artes.
Assim pode estudar gravura com Carlo Alberto Petrucci, em Roma, e pintura com André Lhote e Giorgio De Chirico, em Paris. De volta ao Brasil, morou no Rio de Janeiro, dedicou-se ao ensino da gravura, sobretudo em metal, técnica na qual se especializou. Organizou os salões Preto e Branco (1954) e Miniatura (1955) e consolidou o abstracionismo expressionista com sua obraCarretéis (1960).
Premiado como o melhor pintor nacional na VI Bienal de São Paulo (1961), cresceu em prestígio tanto no Brasil como no exterior. Apresentou-se em exposições individuais ou coletivas em cidades como Washington, Nova York, Paris, Montevidéu e Barcelona, e coroou sua carreira com a realização de um painel de grandes proporções para a sede da Organização Mundial de Saúde, em Genebra(1966). Nos últimos cinco anos de vida morou em Porto Alegre, capital estadual onde morreu.
Carreira artística
Iberê Camargo iniciou seus estudos ainda no Rio Grande do Sul, na Escola de Artes e Ofícios de Santa Maria, com Parlagreco e Frederico Lobe. Já em Porto Alegre estudou pintura com João Fahrion. Em 1942 ele chegou ao Rio de Janeiro, onde cursou a Escola Nacional de Belas Artes. Mas,insatisfeito com a metodologia ali adotada, juntou-se a outros artistas, também insatisfeitos, e com seu professor de gravura, Alberto da Veiga Guignard, para fundar o "Grupo Guignard". Em 1953 tornaram-se professor de gravura no Instituto de Belas Artes do Rio de Janeiro, lecionando mais tarde essa técnica em seu próprio ateliê ou em permanências mais ou menos longas em Porto Alegre e em outrascidades, inclusive do exterior. Em Porto Alegre, foi um dos grandes incentivadores do Atelier Livre. Embora Camargo tenha estudado com figuras marcantes representativas de variadas correntes estéticas e formas de vista, não se pode afirmar que tenha se filiado a alguma. Suas obras estiveram presentes, e sempre reapresentadas, em grandes exposições pelo mundo inteiro, como na Bienal de São Paulo e naBienal de Veneza.      Iniciou seus estudos na Escola de Artes e Ofícios de Santa Maria com Salvador Parlagreco e Frederico Loebe, em seguida frequentando em Porto Alegre o curso técnico de arquitetura do Instituto de Belas Artes (1936-1939), ao mesmo tempo em que tomava aulas de pintura com João Fahrion.
Realizou sua primeira individual em 1942, em Porto Alegre, nesse mesmo ano transferindo-se aoRio de Janeiro com bolsa de seu Estado natal afim de se aperfeiçoar em pintura.
A fase figurativa
Estilisticamente Iberê Camargo foi de início figurativista, trabalhando a paisagem, a figura humana e a natureza-morta em obediência a uma concepção naturalista-expressionista que tinha na cor sua principal característica. Por sua obra perpassaram então diversas influências, de Portinari aosmexicanos e de Guignard a Picasso.
Típica dessa sua fase inicial é a Vista da Lapa, do Museu Nacional de Belas Artes, com que ganhou o prêmio de viagem ao estrangeiro do Salão de 1947: lírica, mas ao mesmo tempo vigorosa, executada em pinceladas encrespadas e num vívido colorido.
Despojando-se gradativamente pelos próximos anos, Iberê permaneceu fiel à representação das formas e cores naturais até 1959,época em que deu início a série dos Carretéis, na qual ainda permanecem as referências ao mundo objetivo, só que diluídas em denso colorido e truculenta matéria.
Abraçando o não-figurativismo
Em princípios da década de 1960 o pintor abraçou conscientemente o não-figurativismo, do qual seria um dos principais senão o principal representante no Brasil, e do qual não se afastaria mesmo depois...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ibere Camargo
  • Fundação Ibere Camargo
  • Análise Fundação Iberê Camargo
  • Iberê Camargo Relatório
  • centro cultural Ibere camargo
  • seminario iberê camargo
  • Prancha A3 Fundação Ibere Camargo
  • Conforto Luminoso, Fundação Iberê Camargo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!