Huizinga - wikipedia

Páginas: 906 (226450 palavras) Publicado: 16 de maio de 2014
Johan Huizinga
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Johan Huizinga
Johan Huizinga (Groninga, 7 de dezembro de 1872 — De Steeg, 1 de fevereiro de 1945) foi um professor e historiador neerlandês, conhecido por seus trabalhos sobre a Baixa Idade Média, a Reforma e o Renascimento.

Os seus estudos destacam-se pela qualidade literária e pela análise dos acontecimentos, abordando aspectosda história da França e Países Baixos, durante os séculos XIV e XV, como ilustração sobre a última etapa da Idade Média.

Sua obra clássica, O Outono da Idade Média, foi publicada em 1919.

Na sua bibliografia também se encontram trabalhos da juventude sobre a literatura e a cultura da Índia, uma biografia de Erasmo (1924) e outras obras de cunho histórico.

Destaca-se ainda a sua principalcontribuição: o Homo Ludens, escrito por ele no ano de 1938.

O regime nazista o manteve preso de 1942 até sua morte.

Referências e ligações externas[editar | editar código-fonte]
João Antonio de Paula, Lembrar Huizinga.Nova Economia, vol.15, n.1, 2005.
Naiara Santos Damas Ribeiro, A morfologia histórica de Johan Huizinga e o caráter pragmático do passado. História da Historiografia, no. 4,2010, pp. 234-254.
Texto de Erasmus and the Age of Reformation
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Categoria: Historiadores dos Países Baixos


Johan Huizinga
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Johan Huizinga
Johan Huizinga (Groninga, 7 de dezembro de 1872 — De Steeg, 1 de fevereiro de 1945) foi um professor ehistoriador neerlandês, conhecido por seus trabalhos sobre a Baixa Idade Média, a Reforma e o Renascimento.

Os seus estudos destacam-se pela qualidade literária e pela análise dos acontecimentos, abordando aspectos da história da França e Países Baixos, durante os séculos XIV e XV, como ilustração sobre a última etapa da Idade Média.

Sua obra clássica, O Outono da Idade Média, foi publicada em1919.

Na sua bibliografia também se encontram trabalhos da juventude sobre a literatura e a cultura da Índia, uma biografia de Erasmo (1924) e outras obras de cunho histórico.

Destaca-se ainda a sua principal contribuição: o Homo Ludens, escrito por ele no ano de 1938.

O regime nazista o manteve preso de 1942 até sua morte.

Referências e ligações externas[editar | editar código-fonte]João Antonio de Paula, Lembrar Huizinga.Nova Economia, vol.15, n.1, 2005.
Naiara Santos Damas Ribeiro, A morfologia histórica de Johan Huizinga e o caráter pragmático do passado. História da Historiografia, no. 4, 2010, pp. 234-254.
Texto de Erasmus and the Age of Reformation
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Categoria:Historiadores dos Países Baixos


Johan Huizinga
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Johan Huizinga
Johan Huizinga (Groninga, 7 de dezembro de 1872 — De Steeg, 1 de fevereiro de 1945) foi um professor e historiador neerlandês, conhecido por seus trabalhos sobre a Baixa Idade Média, a Reforma e o Renascimento.

Os seus estudos destacam-se pela qualidade literária e pela análise dosacontecimentos, abordando aspectos da história da França e Países Baixos, durante os séculos XIV e XV, como ilustração sobre a última etapa da Idade Média.

Sua obra clássica, O Outono da Idade Média, foi publicada em 1919.

Na sua bibliografia também se encontram trabalhos da juventude sobre a literatura e a cultura da Índia, uma biografia de Erasmo (1924) e outras obras de cunho histórico.Destaca-se ainda a sua principal contribuição: o Homo Ludens, escrito por ele no ano de 1938.

O regime nazista o manteve preso de 1942 até sua morte.

Referências e ligações externas[editar | editar código-fonte]
João Antonio de Paula, Lembrar Huizinga.Nova Economia, vol.15, n.1, 2005.
Naiara Santos Damas Ribeiro, A morfologia histórica de Johan Huizinga e o caráter pragmático do passado....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Huizinga
  • A wikipédia pela wikipédia
  • wikipedia
  • Wikipédia
  • wikipedia
  • Wikipedia
  • wikipedia
  • Wikipedia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!