hola

Páginas: 29 (7107 palavras) Publicado: 23 de novembro de 2013
Revista VOZES EM DIÁLOGO (CEH/UERJ) - nº2, jul-dez/2008

A BUSCA DA TRADUÇÃO: JOGOS MIMÉTICOS EM “CARA-DE-BRONZE”

Leonardo Vieira de Almeida1

ROSA E BENJAMIN: A TAREFA DO TRADUTOR
dizei um novo Atharva-Veda poetas
oficiantes
buscai o ponto de união de tantos cacos
dispersos; dizei o verso que vem aos
trancos
e barrancos dependendo de vossa ousadia
e alegria, pois é sempre alegre
ogesto criador, a palavra inicial.
DORA FEREIRA DA SILVA, Os poetas estão com medo

Os anos de 1959 a 1967 foram extremamente ricos para a história
de nossa literatura epistolar. Guimarães Rosa e o tradutor italiano Edoardo
Bizzarri trocaram intensa correspondência, onde se deu o testemunho de
uma bela e cativante cooperação humana e intelectual. Bizzarri, humanista
apaixonado e de gostoliterário rigoroso, debruçou-se sobre o conjunto das
novelas de Corpo de Baile, resultando numa das traduções mais elogiadas e
queridas pelo autor mineiro. Nessa obra monumental, inicialmente escrita
em um único tomo, mas depois, por expresso desejo de Rosa, dividida em
três exemplares, a novela “Cara-de-Bronze”, que faz parte de volume No
Urubuquaquá, no Pinhém, pode ser, em nível ficcional, aque melhor
exemplifica o próprio processo literário do escritor, talvez só equiparada aos
quatro prefácios de Tutaméia.
Em dezembro de 1963, numa carta a Bizzarri, em que sugere uma
série de soluções para a tradução dos inúmeros neologismos contidos em
“Cara-de-Bronze”, Guimarães Rosa também assinala:

1

Mestrando em Literatura Brasileira na UERJ, prepara dissertação sobre o pactofáustico em
Grande Sertão: Veredas, sob orientação do Prof. Dr. João Cezar de Castro Rocha. Autor do
livro de contos Os que estão aí, Ibis Libris, 2002, e de contos publicados no suplemento
literário Rascunho, do jornal do estado do Paraná, no jornal Panorama e nos sites literários
Paralelos e Bestiário. E-mail: leonardo33vieira@yahoo.com.br.

Revista VOZES EM DIÁLOGO (CEH/UERJ) - nº2,jul-dez/2008

Eu, quando escrevo um livro, vou fazendo como se o estivesse
“traduzindo”, de algum alto original, existente alhures, no mundo astral ou
no “plano das idéias”, dos arquétipos, por exemplo. Nunca sei se estou
acertando ou falhando, nessa “tradução”. Assim, quando me “re”-traduzem
para outro idioma, nunca sei, também, em casos de divergência, se não foi
o Tradutor quem, de fato, acertou,restabelecendo a verdade do “original
ideal”, que eu desvirtuara... (ROSA, 2002, p. 99).
A tarefa da escrita como busca de uma linguagem original, como
jogo em que a mímesis opera no sentido de resgate de algo inalcançável,
foi abordada em duas obras seminais nos estudos de tradução e do impacto
do alegórico sobre o estético: A tarefa do tradutor (Die Aufgabe des
Übersetzers) e Origem dodrama barroco alemão (Ursprung des deutschen
Trauerpiels), respectivamente de 1921 e 1925, escritas pelo filósofo Walter
Benjamin.2
A tarefa (Aufgabe), no sentido proposto por Benjamin, por seu
caráter de oximoro, contém ao mesmo tempo a afirmação e a negação, é
doação e renúncia. O abandonar, segundo a concepção do filósofo, diz
respeito à função comunicacional (Mitteilung), é o significadointencionado
(Gemeinte). A doação refere-se ao modo de significar (die Art des Meinens),
está ligada ao modo de formar do original, ao invés do seu significado
primitivo. Nesse sentido, a busca do tradutor, assim como concebida por
Benjamin, teria o intuito de recuperar o próprio gesto que ativa o jogo da
mímesis: o da ilusão e do palco dos espelhos.
Por sua vez, Trauerspiel também é umapalavra carregada de
ambigüidade. Trauer é luto, e Spiel, jogo, espetáculo. Jogo, no sentido de
remeter a um estado da natureza em que os sons participam da esfera da
locução livre e primitiva da criatura. O “luto” seria o da perda desse estágio
primeiro, designaria a tristeza do exílio, que afastou o homem dos sons,

2

Suzana Kampff Lages assinala de modo percuciente o fato de Guimarães...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Hola
  • Hola
  • hola
  • hola
  • Hola
  • Hola
  • Hola
  • hola

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!