Hobbes

Páginas: 2 (269 palavras) Publicado: 9 de outubro de 2012
Hobbes Estado de natureza e contrato (1/2) Tendência de secularização do pensamento político estimula os filósofos a preocuparem-se com a origem (razão deser) do Estado Homem em estado de natureza, antes de qualquer sociabilidade: Tem direito a tudo Usa seu próprio poder, da maneira que quiser, parapreservação de sua própria vida Utiliza o julgamento e a razão da maneira que achar adequada Situação do homem em estado de natureza impossibilita a existência desegurança e paz, uma vez que interesses egoístas prevalecem Nesse estado, há guerras de todos contra todos (bellum omnium contra omnes), sendo o homem olobo para outro homem (homo homini lupus) Prejuízo para a indústria, a agricultura, a navegação, a ciência e o conforto dos homens 6 - Maio de 2009 Fonte:Referência bibliográfica
Então, Hobbes diz que antes de existirem os estados, o homem vivia no chamado "estado de natureza", ou seja em guerra constante,sem noção do certo e do errado ou da justiça. Os homens eram levados apenas pelas suas paixões, sem racionalidade. No entanto, como seres humanos, os homensno estado de natureza têm uma noçao de auto-preservação, isto é, ele temem a morte, no fundo querem a paz, mas como no estado de natureza não há regrasacaba por se gerar o conflito. Assim o estado, com as suas regras de vida em sociedade veio como que salvar o homem, tirando-o desse estado de natureza ondereinava o conflito e anarquia. Por isso para HObbes o Estado é um pacto social com o qual tds concordam por essa necessidade de assegurar a paz. [1]
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • hobbes
  • Hobbes
  • HOBBES
  • Hobbes
  • Hobbes
  • Hobbes
  • Hobbes
  • Hobbes

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!