História

Páginas: 22 (5417 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2012
O RIO DE JANEIRO NO FIM DO SÉCULO XIX: MODERNIDADE, BOEMIA E O IMAGINÁRIO REPUBLICANO NO ROMANCE DE COELHO NETO Elton Nunes (UERJ) Leonardo Mendes (UERJ) leop@cruiser.com.br

Liberté, Egalité, Fraternité

O grito, que se encontra em epígrafe, é facilmente reconhecido, pois foi o lema de uma das maiores revoluções (talvez a primeira) do mundo moderno: a Revolução Francesa (1789-1799). É,igualmente, o lema dos revolucionários de 1848 de Paris, quando acontece a segunda república na França. É a este arquivo histórico que os boêmios do Rio de Janeiro (1888-1892) se referem na execução e encenação dos romances A conquista (1899) e Fogo-fátuo (1929), ambos do escritor brasileiro Coelho Neto (1864-1934), visto que aqueles são diretamente influenciados pelos boêmios de Paris (Seigel, 1992).Nossa tentativa aqui é fazer um paralelo entre o momento histórico de surgimento dos boêmios de Paris com o momento de surgimento da boemia carioca do fim do século XIX, de modo a visualizar como se dá o diálogo do imaginário cultural francês na sociedade e literatura cariocas do final daquele século. A leitura será feita a partir da perspectiva política do grupo boêmio carioca, de modo ademonstrar o tratamento estético que os boêmios dão às demandas políticas do grupo. Assim, queremos mostrar como os romances (A conquista e Fogo-fátuo encenam uma tentativa dos boêmios cariocas de reconstruir as condições políticas que aconteceram na Paris da década de 1840 e, igualmente, a um período anterior, a Revolução Francesa (1789). Deste modo, vislumbraremos como os boêmios interpretam suacultura. Há nos romances um diálogo constante entre a situação política local, que assistiu à Abolição da escravatura (1888) e a Proclamação da República (1889), e a situação de Paris na primeira me82

tade do século, num espírito de revisitar e reconstruir a tradição cultural para as condições políticas contemporâneas (Bhabha, 1994). Num primeiro momento visualizaremos como se dá o surgimento daboemia em Paris, para depois percebermos como tal entendimento está fortemente presente no imaginário dos boêmios cariocas.

BURGUESES E BOÊMIOS: FRUTOS DA REVOLUÇÃO A boemia (Seigel, 1992) é um fenômeno social e literário que teve lugar em diversos pontos do planeta e em diferentes épocas. O termo diz respeito àqueles artistas que se reconhecem como tais, que procuram definir seus valores emcontraposição aos da burguesia e em que a arte desempenha papel fundamental. Refere-se, pois, ao estilo de vida especial, identificável, surgido no século dezenove, nas décadas de 1830 e 1840 na França, tornado popular especialmente a partir das histórias de Henri Murger (1822-1861), que dramatiza o cotidiano de um grupo de intelectuais boêmios na Paris daquele tempo. A boemia, tal como dramatizada noromance de Murger, Scènes de la vie de bohème (1848), que se transformou em livro após a publicação das histórias em folhetins, surgiu no contexto das Revoluções de 1848, na França. Seigel (1992, p. 67) nos diz que naquele ano, “uma insurreição em Paris derrubou a monarquia de Louis – Philippe, substituindo-a pela Segunda República Francesa”. Para ele, “as lutas que começaram em 1848 secentralizavam em um desafio ao poder burguês, tendo origem nas classes operárias e marchando sob a bandeira do socialismo” (Seigel, 1992, p. 68). A primeira república na França, como se sabe, estabeleceu-se em setembro de 1792, fruto da Revolução Francesa, que se iniciou em 1789 e que duraria até 1804, quando Napoleão 1º se promove imperador. O fracasso da revolução de 1848 e o golpe de estado de LuisNapoleão Bonaparte, e em seguida o período de desolação que foi o segundo império – teve papel importante na elaboração de uma visão desencantada dos mundos político e social que era parte integrante do culto da arte pela arte (Bourdieu, 1996). O termo “boemia”, deste modo, define um fenômeno da Era moderna, do mundo moldado pela Revolução Francesa, pelo crescimento das cidades e da indústria moderna...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • HISTÓRIAS NOSSAS HISTÓRIAS
  • Historia da Historia
  • Historia das historias
  • historia e historia
  • a historia da historia
  • historia da historia
  • histórias nossas histórias
  • historia da historia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!