História econômica de angola

Páginas: 5 (1099 palavras) Publicado: 11 de setembro de 2012
“O ERRO QUE A HISTÓRIA COMETEU COM A ÁFRICA!” Prof. Ronaldo Silva

Durante muito tempo se apregoou uma história de renegados, pobres, primitivos, incivilizados, para os povos do continente africano. Que os levou a uma leitura europotizada por uma superioridade étnica, enfatizada no século XIX, como podemos verificar na obra de Ana Mónica Lopes e Luiz Arnaut numa conceituação de Hegel.Tendo como conseqüência a subjugação. [1]

É muito comum colocarmos em nosso pensamento que na África é tudo igual. Durante muito tempo a civilização africana ficou reduzida a idéia que tal civilização era primitiva e atrasada. Em pleno século XXI, pouco se conhece do continente africano.

A primeira noção que nos vem à mente quando pensamos em África, é a de um continente numa porçãode terra delimitada por oceanos e mares; ligado ao oriente no istmo do Sinai.

Não há dúvida, o continente assim descrito é facilmente identificável. Se detalharmos mais, poderemos falar de algumas de suas características físicas. Descendo os olhos no sentido norte-sul, teríamos o Mar Mediterrâneo, a cadeia do Atlas, o deserto do Saara, a floresta tropical com os seus rios, os desertos daNamíbia e do Kalahari, finalizando com o Cabo da Boa Esperança.

Por mais que esta descrição pareça corresponder ao continente, ela é incompleta. Faltam inúmeras referências como: os imensos rios, os picos, as cidades, etc., que não se completariam, por lhe faltarem as pessoas.

Durante todo esse tempo o que se tentou foi, de interpretar, e abordar a história da África pelo continentecomo um todo, o que decorreu num grande erro. Neutralizando a sua história, colocando os seus habitantes nas seções de história natural dos museus, juntamente com os leões, elefantes, zebras, etc.

Outro elemento que evidenciamos neste ensaio é a referência do estereótipo da cor da epiderme que é dada à África, inclusive em livros, de ser “o continente negro”. Aparentemente, este nome vaimais além de uma mera referência geográfica, rotulando de forma generalizada os seus habitantes, os negros.

No que corrobora o nosso entendimento é a obra de Luiz Arnaut e Ana Mónica Lopes em História da África uma introdução.[2]

A dicotomia conceitual que foi realizada do continente europeu em relação ao continente africano, lhes renega a um continente que não estabeleceu relaçõessociais, econômicas e principalmente culturais, que lentamente ainda traz uma leitura em nosso imaginário. No que se traduz num grande equívoco.

O que pretendemos demonstrar nesse ensaio é desmistificar a idéia de que no continente africano as relações se portam de forma igualitária e primitiva. Esse ideário remonta da necessidade da civilização européia na expansão do seu excedente decapital, já no século XVI, reafirmando-se no século XIX.

A dinâmica do processo histórico passa a ser vista como essencialmente do interesse europeu, onde as mudanças sociais, econômicas e políticas ocorridas na Europa explicariam o reescrever a história do continente africano, sem levar em consideração as suas relações internas e externas anteriormente já estabelecida.[3]

Inferimosque a generalização que costumamos adotar para o continente africano não procede. É muito comum o conceito tanto de inferioridade à civilização existente no continente africano, bem como, a partilha do mesmo no século XIX, no Congresso de Berlim. Partindo de um pressuposto puro e simples do entendimento exploratório, dominador por uma supremacia étnica.

Em contradição desse conceitoencontramos agrupamentos em que o gerenciamento das atividades se efetiva através de relações de clãs, também caracterizado por fatores religiosos e em tradições que determina a escolha do chefe.

A organização política dos povos do continente africano, segundo Ana Mónica Lopes e Luiz Arnaut tem pelo menos três fatores distintos, que datam até a época da sua colonização. Determinando que a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • História da Angola
  • História de Angola
  • Historia de angola
  • História de Angola
  • História de angola
  • História de Angola
  • História de angola
  • História de Angola

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!