História da filosofia

Páginas: 8 (1977 palavras) Publicado: 23 de março de 2012
PRINCIPAIS PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA

Filosofia patrística

A patrística resultou do esforço feito pelos dois apóstolos intelectuais (Paulo e João) e pelos primeiros padres da igreja para conciliar a nova religião – o cristianismo – com o pensamento filosófico dos gregos e romanos, pois somente com tal conciliação seria possível convencer os pagãos da nova verdade e convertê-los a ela. Afilosofia patrística liga-se, portanto à tarefa religiosa de evangelização.
A patrística foi obrigada a introduzir a idéia de criação do mundo a partir do nada, de pecado original do homem, de Deus como trindade una, de encarnação e morte de Deus, de juízo final e ressurreição dos mortos. Precisou também explicar como o mal pode existir no mundo, uma vez que tudo foi criado por Deus, que é puraperfeição e bondade.
Em resumo, o grande desafio da filosofia patrística era conciliar razão e fé. A esse respeito, havia três possibilidades principais:
* Os que julgavam fé e razão irreconciliáveis e a fé superior à razão.
* Os que julgavam fé e razão conciliáveis, mas subordinavam a razão à fé.
* Os que julgavam razão e fé irreconciliáveis, mas afirmavam que cada uma delas tinha seupróprio campo de conhecimento e não deviam se misturar.
1 — O CRISTIANISMO NASCENTE E A FILOSOFIA ANTIGA
Quando o Cristianismo entrou em cena pretendeu ser ao mesmo tempo verdade teórica e informação prática da vida. "Eu sou o caminho, a verdade e a vida", declara o seu fundador. A verdade é considerada como algo de absoluto e eterno, porque é verdade não somente humana mas também divina revelada. "Océu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão". É também a informação da vida, o "caminho e a vida" é algo de absolutamente certo, conduz seguramente à "salvação". Com uma tal segurança não estava habituada a filosofia antiga. Não se apresentava ela como a encarnação do Logos e da eterna sabedoria mesmo, mas queria ser apenas amor da sabedoria. A verdade porém ela já queria oferecê-lae também pretendia a direção dos homens; isso o foi ela desde o começo e particularmente na época helenística, quando o antigo mito se desvaneceu e a filosofia tinha que cuidar das almas, para substituí-lo. Desta atitude, parte idêntica e parte diversa, deste encontrarem-se na busca do mesmo fim e diferirem na escolha dos meios e do caminho para o fim, resulta a posição do Cristianismo nascenterelativamente à filosofia antiga: ele a rejeita para de novo aceitá-la.
* Os   Padres       
* a) Posição negativa. — Esta atitude de novo se manifesta nos primeiros escritores cristãos. JUSTINO o Mártir sente-se insatisfeito com as velhas escolas dos filósofos: os estóicos nada sabem de Deus, os peripatéticos são ávidos por dinheiro, os Pitagóricos são excessivamente teóricos, os platônicosdemasiado ousados nas suas afirmações. Só para os cristãos a verdade se realizou, que sabem morrer por ela. Minúcio Félix vê em Sócrates um charlatão e TeRtuLIano, em Platão, o pai de todas as heresias. Que têm que ver Atenas com Jerusalém, a Academia com a Igreja, os descrentes com os crentes, pergunta ele. TERTULIANO sobretudo alargou ao extremo o abismo entre a religião cristã e a filosofiaantiga, de modo que para ele fé e ciência se opõem diametralmente
*
* β) Posição positiva, — Por outro lado JustiNo não se chama somente Mártir mas também filósofo (philosophus et martir).    É  que freqüentou então os filósofos.    E isto por querer defender o Cristianismo. Como apologeta tinha ele que falar de um terreno comum, que permanecia acessível e cordial aos homens pagãos, e este eraa filosofia.
* αα) Os apologetas. — O mesmo se deu também com os outros apologetas: MinUcio Félix, Aristides, Atenágoras, Lactâncio e mesmo Tertuliano. Para remate, chegaram até a assumir o exterior da antiga filosofia, o manto dos filósofos, a pregação errante, a diatribe estóico-cínica e suas formas, a cria e a apotegmática, como também se tirou de bom grado proveito da antiga crítica do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Historia da filosofia
  • A história da filosofia
  • Filosofia da história
  • historia da filosofia
  • historia da filosofia
  • historia filosofia
  • Filosofia da historia
  • a história da filosofia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!