História da arte

Páginas: 11 (2535 palavras) Publicado: 8 de novembro de 2012
História da Arte Brasileira 2
O regionalismo e o nacionalismo

Na Europa o período denominado entre as guerras caracterizou-se pelo nacionalismo e na arte surgiu uma visão do mundo sombria e pessimista e um violento nacionalismo o que distinguia em muito das idéias dos artistas brasileiros que buscavam novas técnicas para suas obras.
Características básicas do movimento modernista no Brasil,ocorrido nas letras e nas artes: – O
nacionalismo: vindo da decorrência de uma ânsia de afirmação gradativa da implantação da república em 1889; com o objetivo de romper com a intelectualidade do século XlX e a ascender o academismo nas artes; – A busca pelo “novo’’: um novo olhar para a arte; – Despreocupação com o mercado e produção de obras para a sobrevivência do artista, produzindo:caricaturas, desenhos de moda e ilustrações. – O regionalismo: o homem da área rural com sua cultura peculiar como foco da obra.
O regionalismo foi um dos primeiros sinais, visível na literatura e na pintura a acusar a preocupação com o homem rural e a cultura peculiar das cidades do interior, tornando-se no início do século XX um tema local distante do academismo estritamente vinculado aos modeloseuropeus.
Luis Gonzaga Duque Estrada (1863-1911), chamado simplesmente de Gonzaga Duque, é o autor de A Arte Brasileira, escrito em 1888. Jornalista, crítico de arte, pintor e escritor brasileiro, em 1908 já manifestava certa inquietação em relação a uma arte importada e uma definição de nossos artistas em relação ao nacional. Na literatura, Os Sertões de Euclides da Cunha despertava a problemáticasocial nacional. O escritor Oswald de Andrade em um artigo de 1915 conclamava os jovens artistas a uma conscientização do nacional.
Na arquitetura o nativismo surgiu no Brasil através do arquiteto Ricardo Severo que a partir de 1914 conclamou os arquitetos a projetarem residências e edifícios no estilo português e na arte colonial mineira e baiana.
O arquiteto de maior projeção e que maistrabalhou no estilo neocolonial assim como na urbanização de São Paulo foi Victor Dubugras.
Entre os jovens arquitetos o nome de Lúcio Costa destacou-se por projetos neocoloniais “baseados em estudos não das edificações portuguesas, mas daquelas aqui realizadas.” (AMARAL, 2001, p. 78)
Assim, os poderes públicos adotaram e construíram numerosos edifícios como escolas, teatros, hospitais, conventos eigrejas no estilo neocolonial, principalmente no Rio de Janeiro e São Paulo.
Dentre as cidades, São Paulo liderou a renovação das artes no país, transformando suas ruas e praças. As avenidas foram arborizadas, as praças e jardins receberam monumentos; e as ruas foram calçadas e receberam esgotos.
A cidade de São Paulo era uma jovem metrópole no início do século XX. Da pacata cidade agrária, doprincípio do ciclo do café, quando o centro da cidade compunha-se de poucas ruas tortas, uma catedral, alguns mosteiros e pequenos prédios públicos, nada mais restava.
A força e o dinamismo da cidade industrial abarrotada de trabalhadores circulando pelos teatros de revista contrastavam com a sociedade repleta de elementos patriarcais e conservadores, ligados à realidade agrária e uma parcela deintelectuais recém formados nos padrões da cultura francesa e inglesa.

O movimento modernista

O Brasil e mais precisamente a cidade de São Paulo recebeu friamente as exposições dos artistas Lasar Segall (1891-1957) em 1913 e de Anita Malfatti (1889-1964) em 1914 com suas obras baseadas no expressionismo alemão. Se as primeiras exposições de Segall e Anita não causaram grande repercussãoindicava, porém, um movimento de mudança que caminhava a passos lentos, mas decisivos. A exposição em 1917 de Anita Malfatti em São Paulo com uma mostra no campo de Expressionismo e Cubismo criou um clima de escândalo gerado pelo artigo Paranóia ou Mistificação, de Monteiro Lobato.
No entanto esse mesmo clima de irritação resultou na consciência de rebeldia e união em torno de Anita por parte de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • História da arte- arte romana
  • HISTÓRIA DA ARTE VIVENCIANDO A ARTE
  • História da arte, arte nouveau
  • História da Arte e o Ensino da Arte
  • Arte e história
  • Historia da arte
  • História da arte
  • historia da arte

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!