Hannah Arendt

Páginas: 3 (504 palavras) Publicado: 18 de novembro de 2014
A banalidade do mal de Hannah Arendt
O termo “banalidade do mal” foi consagrado por Hannah Arendt em seu livro Eichmann em Jerusalém (1963). Inspirado no julgamento de Adolf Eichmann em 1961 o qualArendt acompanhou em Jerusalém como correspondente do Jornal New Yorker, foi uma obra que gerou grande controvérsia, principalmente entre a comunidade judaica, devido à extensão das questões moraislevantadas pela autora.

Adolf Eichmann (1906/1962) foi um oficial da Alemanha Nazista e membro da SS (Schutzstaffel), um dos grandes responsáveis pela logística do extermínio de milhões de pessoasdurante o holocausto com a chamada “Solução Final” (Endlösung), organizou a identificação e o transporte de pessoas para diferentes campos de concentração, sendo conhecido frequentemente como o“Executor Chefe” do Terceiro Reich. Com o fim da Segunda Guerra Mundial, dentre a captura pelas tropas norte americanas e fugas, Eichmann acabou por refugiar-se em 1950 na Argentina, onde, no dia 11 de maio de1960 foi raptado por agentes secretos israelitas da Mossad (Serviços Secretos Israelitas) e levado para Israel onde foi julgado em 1961 e condenado a morte, a qual foi culminada com seu enforcamentoem junho de 1962.

No livro de Hannah Arendt, os debates acerca do julgamento presenciado pela autora, em síntese, se polarizam em três questões principais, quais sejam: (1) o retrato feito por elade Eichmann como um indivíduo banal, (2) as notas dela sobre os conselhos judeus europeus e o papel desses conselhos na solução final nazista, (3) e as discussões sobre a condução do processo com asquestões jurídicas levantadas e os interesses políticos postos em jogo.

O termo “banalidade do mal” é utilizado demonstrando a falta de profundidade evidente que caracterizou o culpado, de forma queo mal inegável e extremo ao qual organizou seus atos não podia ser atribuído nem às suas convicções ideológicas sólidas, nem às suas motivações especificamente malignas. Para Arendt, falar de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • hannah arendt
  • Hannah Arendt
  • hannah arendt
  • Hannah arendt
  • hannah arendt
  • Hannah Arendt
  • Hannah Arendt
  • Hannah arendt

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!