Gramática e interação: uma proposta para o ensino da gramática

Páginas: 15 (3592 palavras) Publicado: 17 de dezembro de 2013
Gramática e interação: uma proposta para o ensino da gramática

Universidade Federal do Ceará

Resumo: "Para que se dá aulas de uma língua para seus falantes?" O Brasil tem 15 milhões de analfabetos e 33 milhões de analfabetos funcionais. Pessoas que passaram pela escola, mas não dominam a leitura e a escrita. De cada 3 alunos do ensino médio, um não entende o quelê. São milhões de jovens que correm o risco de chegar ao mercado de trabalho despreparados. Ninguém fala o tempo todo seguindo a norma culta. Mas caberia a escola aceitar outras variantes da língua indiferentes a regra gramatical? O modo de falar do Brasileiro, a forma como driblamos a norma, "comemos" o s e desprezamos a conjugação dos verbos, mostra uma língua viva ou uma gramática agonizante?Se a língua escrita para ser compreendida não aceita a falta de regras, é possível escrever corretamente sem falar um bom português?O poeta Fernando Pessoa, patriota da nossa língua, jamais condenou uma pessoa que se expressava mal ou de forma incorreta, mas declarava o seu ódio a página mal escrita, a ortografia errada e explicava porquê. "Quem não vê bem uma palavra, não vê bem uma alma".FERNANDO PESSOA, poeta português (1888-1935)
Palavras-chave: língua-gramática-texto-ensino



O tradicional ensino da gramática não está tornando suficientemente bom o desempenho do aluno, não só na escola, mas em qualquer outro lugar. Os alunos enxergam como algo aterrorizante por sua alta complexidade.
Já não causa nenhuma surpresa ouvir falardas imensas dificuldades dos alunos para escreverem mesmo no final do ensino médio, textos relevantes, adequados e, consequentemente, coerentes. Ou para se expressarem oralmente num registro mais formal. (Antunes, 205, p.23)

Pesquisas apontam que caso as instituições de ensino não adotem novas maneiras de ensiná-la, os alunos concluirão o ciclo básico, sem domínio algum da língua materna, cujotem objetivo prioritário de desenvolver a competência comunicativa dos usuários da língua (falante/ouvinte, escritor/leitor), ou seja, a capacidade que o usuário possui de empregar adequadamente a língua nas diversas situações de comunicação.

Este desenvolvimento deve ser entendido como a progressiva capacidade de realizar a adequação do ato verbal às situações de comunicação (CF. FONSECA,1977:82). A capacidade comunicativa implica duas outras competências: gramatical ou linguística e a textual.
A competência gramatical ou linguística é a capacidade que todo usuário da lilíngua tem de gerar sequências linguísticas gramaticais (orações, frases), está gada ao que Chomsky chamou de "criatividade linguística", que é a capacidade de, com base nas regras da língua, gerarum número infinito de frases gramaticais.
A competência textual, é a capacidade de em situações comunicativas produzir e entender textos, que segundo Charolles (1979) seriam as seguinte:
a) capacidade formativa, que torna possível aos usuários produzir e compreender um número de textos "ilimitados" e além disso, avaliar a boa ou má formação de um determinado texto, ou seja equivale acapacidade de dizer se uma sequência linguística dada é ou não um texto, dentro da língua em uso;
b) capacidade transformativa, possibilita aos usuários da língua modificar (reformular, parafrasear, resumir, etc) um texto e julgar se o produto dessas modificações é adequado ao texto sobre o qual a modificação foi feita. Por exemplo, verificar se se um resumo realmente é resumo de um texto dado;
c)capacidade qualificativa, possibilita aos usuários da língua dizer a que tipo de texto pertence um dado texto, naturalmente segundo a uma tipologia. Por exemplo, dizer se é um romance, uma receita, uma carta, etc. Evidentemente, essa capacidade está ligada à formativa, à medida que deve porssibilitar ao usuário ser capaz de produzir textos de tipos diferentes.
Para o êxito...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Gramática e interação: uma proposta para ensino de gramática; Travaglia 2006
  • Resenha: Uma proposta para o ensino de gramática
  • O ensino da gramatica
  • O ensino da gramática
  • Ensino da gramática
  • Ensino da gramatica
  • Ensino da gramatica
  • O ensino da gramatica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!