Gramática (morfossintaxe) versus variações linguísticas

Páginas: 27 (6579 palavras) Publicado: 25 de setembro de 2014
GRAMÁTICA (MORFOSSINTAXE) VERSUS VARIAÇÕES LINGUÍSTICAS
JOANA PAULA BATISTA TAVARES
UFCG
bp_joana@hotmail.com
TAIANNE VIRGÍNIO FERREIRA FERNANDES

UFCG

thayannetdb@gmail.com

1. INTRODUÇÃO
Vivenciamos nesse último período do curso de Licenciatura em Letras na Universidade Federal de Campina Grande o estágio supervisionado em Língua Portuguesa. Desenvolvido na disciplina Prática deEnsino de Língua Portuguesa ministrada pelo Prof. Dr. José Wanderley Alves de Sousa, realizado na Escola, Estadual de Educação Profissional Leopoldina Gonçalves Quezado, entidade integrante da rede publica estadual de ensino, com alunos do Primeiro Ano do Ensino Médio turma 1º ano do curso profissionalizante de agrimensura, no município de Aurora/ CE. O estágio teve a colaboração da professoraDébora Leite de Oliveira do quadro de professores da referida escola. Essa etapa nos possibilita experimentar verdadeiramente na prática como será nossa vida profissional.
A prática docente perpassa pela efetiva consciência do professor na necessidade de suportes teóricos para a realização da função de ensinar, através de teorias que amparem as decisões pedagógicas mais adequadas em função darealidade linguística brasileira.
A prática em língua portuguesa tem sido tema de várias reflexões, principalmente em relação aos interferentes na aprendizagem, o déficit cultural, uma teoria preconceituosa e reducionista, a qual prega que o aprendizado por parte do aluno pode ser dificultada ou simplesmente não acontecer por causa de sua etnia, dialeto ou cultura. Teoria que pode contribui para queestudantes tenham rendimento insatisfatório.
O insucesso escolar dos estudantes brasileiros no âmbito leitura e escrita pode também advir da desestrutura escolar, despreparo teórico dos docentes proveniente de uma má formação, e do desrespeito à educação por parte dos governantes que propicia aos professores baixos salário, e despreparo para lecionar, Esse ultimo fator é consequência de falha nagrade curricular que é composta de conteúdos muitos sintetizados; de profissionais, professores pouco compromissado para com o discente e falta de investimentos educacionais, bibliotecas riquíssimas, laboratórios nas mais variadas áreas, etc.
Quando o autor cita que os cursos de formação de professores contribuem para a má formação dos professores de português esta afirmação é dotada desentidos, uma vez que no ensino superior os estudantes do curso de Letras não têm contato com o conhecimento necessário para atuar com os diversos problemas e empecilhos que a prática exige. O que vemos são teorias enormes sobre a Língua Portuguesa, porém, sobre o ensino propriamente dito da Língua o curso deixa muito a desejar.
No livro “Cinco coisas que todo professor de português precisa saber” oautor afirma que os professores de português geralmente demonstram pouco interesse por questões teóricas. Geralmente, isso é reflexo da maneira como muitos professores de Letras, dos quais os professores de português foram alunos, abordam teorias linguísticas e literárias: sem a menor articulação dessas teorias com a prática pedagógica. Entretanto, todo professor, de qualquer disciplina, precisa deum mínimo de teoria para sustentar suas ações em sala de aula.
Oliveira (2010) cita as teorias Inatista, Behaviorista e Interacionista que são brevemente contrastadas para que possamos chegar a uma conclusão a respeito do que o ato de ensinar pode significar para o professor de português. A concepção Estruturalista e a concepção Interacionista da língua são apresentadas, e as implicações que aadoção de uma ou de outra concepção acarreta são apontadas para que possamos eleger o conceito de língua mais interessante para o ensino de português no Brasil.
No Inatismo o processo de aprendizagem é concebido pelos elementos biológicos, maturacionistas, o ambiente social não exerce nenhuma influência sobre o indivíduo. No behaviorismo o processo de aprendizagem é estimulado pelo meio...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Gramáticas normativas e variações linguísticas: uma convivência pacífica?
  • Variaçoes linguisticas
  • Variações linguisticas
  • Variaçoes linguisticas
  • Variações linguistica
  • Variações linguísticas
  • Variações linguisticas
  • Variações linguísticas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!