Graduação

Páginas: 5 (1145 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA
FACULDADE DE CIÊNCIAS EXTAS E DA NATUREZA
CURSO DE QUÍMICA-LICENCIATURA

PROCESSO DE SAPONIFICAÇÃO

Adriano Brandão Belisario RA: 11.3593-8
Amanda Letícia RA: 11.3271-1
Andressa Ferreira RA: 11.2821-4
Camila Bortolozzo RA: 11.3395-8
Paola Oliva Tomazella RA: 113217-4

Piracicaba
2013
INTRODUÇÃO
As referências mais antigas aos sabões remontam aoinicio da Era Cristã. Não se conhece sua origem exata, mas é provável que tenha sido descoberta por acidente quando, ao ferverem gordura animal contaminada com cinzas, nossos ancestrais perceberam uma espécie de ‘coalho’ branco flutuando sobre a mistura.
A reação de saponificação é a reação que produz sabão, a hidrólise ácida produzirá o glicerol e os ácidos graxos constituintes. Já a hidrólisebásica produzirá o glicerol e os sais desses ácidos graxos. Onde esses sais são chamados de sabão.

Figura 01. Reação de Saponificação
A obtenção do sabão é através do aquecimento de gordura em presença de base, onde acontece uma reação química. Essa reação é conhecida como saponificação.
Óleo ou gordura + base glicerol + sabão
A glicerina ou glicerol é um subproduto da fabricação do sabão.É adicionada aos cremes de beleza e sabonetes, onde mantem a umidade da pele conhecido com bom umectante. Outra utilidade do glicerol é na fabricação de produtos alimentícios, com a finalidade de manterá umidade do produto, pois aparece no rotulo o código “umectante U.I.”.
Somente a água não consegue remover certos tipos de sujeira, como, por exemplo, restos de óleo. Isso acontece porque asmoléculas de água são polares e as de óleo, apolares. O sabão exerce um papel importante na limpeza, pois consegue interagir tanto com substâncias polares quanto com substâncias apolares.

Figura 03. Molécula do Sabão
Ao lavarmos um prato sujo de óleo, forma-se a micela, uma gotícula microscópica de gordura envolvida por moléculas de sabão, orientadas com a cadeia apolar direcionada para dentro(interagindo com o óleo) e a extremidade polar para fora (interagindo com a água).
A água usada para enxaguar o prato interage com a parte externa da micela, que é constituída pelas extremidades polares das moléculas de sabão. Assim, a micela é dispersa na água e levada por ela, o que torna fácil remover, com auxílio do sabão, sujeiras apolares.
O processo de formação de micelas é denominadoemulsificação. Dizemos que o sabão atua como emulsificante, ou seja, ele tem a propriedade de fazer com que o óleo se disperse na água, na forma de micelas.

OBJETIVO
Obtenção de sabão de sódio a partir de óleo de cozinha como matéria-prima.
MATERIAIS
01 – Balança Analítica. 01 – Piceta com água destilada.
02 – Bastões de vidro.01 – Proveta de 25 mL.
01 – Béquer de plástico de 600 mL. 01 – Proveta de 100 mL.
02 – Béqueres de vidro de 600 e 200 mL. 01 – Proveta de 250 mL.
01 – Bico de Bunsen. 01 – Tela de amianto.
01 – Espátula. 02 – Vidros de relógio.
Reagentes
- Óleo decozinha usado. - Vinagre.
- Solução a 30% de hidróxido de sódio (NaOH) em escamas.

Procedimento
Inicialmente, mediu-se 250 mL de óleo de cozinha que já estava filtrado em uma proveta, transferiu-se o mesmo para um béquer de vidro de 600 mL. Com o auxílio de um bico de Bunsen e uma tela de amianto, aqueceu-se o béquer que continha o óleo, ecom um bastão de vidro agitou-se o mesmo. Mediu-se 100 mL de água destilada numa proveta e transferiu-se para um béquer de vidro de 200 mL.
Paralelamente, com uma balança analítica e o auxílio de uma espátula, pesou-se 30g de hidróxido de sódio em escamas em um vidro de relógio. Adicionou-se o hidróxido de sódio em escamas vagarosamente ao béquer de vidro que já continha água destilada. Com um...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Graduacao
  • graduação
  • graduação
  • Graduação
  • Graduação
  • graduação
  • graduação
  • graduação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!