Globalização

Páginas: 19 (4647 palavras) Publicado: 23 de setembro de 2011
Segundo os historiadores, no começo da humanidade, na sociedade denominada primitiva, as relações entre os setores da vida social se dava diretamente. A cultura, a economia e a política existiam em razão do território e só tinham emanações no seu interior. O território pertencia aos seus moradores e esses pertenciam àquele território. Criava-se, portanto, uma identidade entre as pessoas e seuespaço geográfico. Para manter essa identidade e os seus limites, necessitava-se ter clara a idéia de domínio e poder. Formava-se, assim, um conjunto indissociável entre a política, a economia, a cultura, a linguagem, criando-se, paralelamente, a idéia de comunidade, como a de um contexto limitado no espaço.

A globalização marca de forma cristalina a ruptura desse processo de identidade entreterritório e comunidade. Surge nesse momento o progresso através da tecnociência, cujo uso é condicionado pelo mercado e nem sempre está a serviço da humanidade.

O mundo se torna fluido, graças às novas tecnologias de informação e comunicação. As fronteiras tornam-se porosas, tanto para uma quanto para a outra, e isso acaba por modificar e afetar a natureza do Estado-nação, causando, assim,paulatinamente, a perda ou enfraquecimento de sua identidade nacional.

Nesse processo, há uma intensificação das relações sociais em escala mundial, que, segundo Anthony Guiddens, vem aproximando os povos de diferentes localidades, de forma que acontecimentos que ocorrem em um lugar distante acabam influenciando outros a muitos milhares de quilômetros, provocando várias transformações.

O resultadodessas influências, muitas vezes, não possui direção uniforme, mas pode consistir em modificações mutuamente opostas. Ocorre, por exemplo, que o desenvolvimento e o progresso de uma localidade podem provocar transformações opostas em outro, como o seu empobrecimento. A instalação de uma empresa em determinado local pode significar a perda do emprego de milhares de trabalhadores no local de origem,demonstrando que o progresso de uma localidade pode significar a ruína de outra.

Nessa mesma linha de raciocínio, poderíamos salientar para o fato de que a globalização acaba por diminuir, muitas vezes, o sentimento nacionalista dos povos em relação ao seu Estado-nação, através do desenvolvimento de relações sociais entre comunidades de diferentes países, como também pode acelerar essesentimento, fazendo fortalecer os laços de identidade cultural regional.

A política que era somente interna, com a globalização, passa a ser feita para o mercado, porém, esse não existe como um ator, mas sim como uma ideologia, um símbolo. Na verdade, os atores são as empresas, os agentes internacionais financeiros, os quais não têm preocupações éticas nem finalísticas. E isso porque, o capitalprecisa ser individualista, eis que, seu objetivo é a obtenção do lucro, e, sem ele, o próprio ente desaparecerá.

O mercado, para operar livremente, exige que o Estado seja mínimo, que exista para dar segurança aos operadores; para manter a lei e a ordem; para proteger o mercado, principalmente. O Estado, então, não poderá competir com a iniciativa privada, não poderá exercer nenhuma atividade queimplique lucro, ou que, mesmo sem ele, signifique uma concorrência com as empresas privadas. Com isso, deve privatizar para diminuir as suas funções.

A geoeconomia e a geopolítica das transnacionais nem sempre coincidem com as dos Estados nacionais. Aliás, constantemente, se dissociam, ou mesmo colidem. São comuns os incidentes em que se constatam as progressivas limitações do princípio desoberania em que classicamente se fundava o Estado-nação. Em escala cada vez mais acentuada, em âmbito mundial, a "grande empresa" parece transformar nações das mais diversas categorias em "pequena nação". (Yanni, 1998, p.47)

Dessa forma, portanto, não se pode exigir que a empresa seja altruísta, pois seus desígnios são o lucro. O Estado não pode ser solidário porque deve ser mínimo, sem interferir...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Globalização
  • Globalização
  • globalização
  • globalização
  • Globalização
  • GLOBALIZAÇÃO
  • Globalização
  • Globalização

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!