Ginástica ritmíca

Páginas: 5 (1147 palavras) Publicado: 19 de maio de 2012
UNISA
UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO
2º Semestre - Noturno 2012
Curso: Educação Física

Disciplina: Ginástica Rítmica
Professora: Geni M. Sano DeMoraes

Trabalho: “Ginástica Rítmica só para mulheres?”

Referência principal:
PAOLIELLO, E. ; TOLEDO, E. ; PEREIRA, S. A. M.. Ginástica rítmica só para mulheres? In: Elizabeth Paoliello; Eliana de Toledo. (Org.). Possibilidades da Ginástica Rítmica. São Paulo: Ed.Phorte, 2010, v. 1, cap. XIV p. 400-436.


INTEGRANTES DO GRUPO:
Wagner ChristianMarçal RA 2352401
Luis Honorio de Souza RA 2756714
Everton da Silva RA 2778513

Biografia da autora:

Sissi Aparecida Martins PereiraPossui graduação em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física de Cruzeiro (1980), Mestrado em Ciência da Motricidade Humana pela Universidade Castelo Branco (1997) e Doutorado em Educação Física pela UniversidadeGama Filho (2004). Atualmente é Professora Adjunta e Vice-Diretora do Instituto de Educação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Coordena projetos de pesquisa com apoio da FAPERJ e do CNPq. É líder do grupo de pesquisa em "Educação Física, educação e gênero - GPEFEG", atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Física Escolar, psicomotricidade e relações de gênero.
(Textoinformado pelo autor) Última atualização do currículo em 02/10/2011
Endereço para acessar este CV:
http://lattes.cnpq.br/0968249012555343 |
Dados pessoais
Nome | Sissi Aparecida Martins Pereira |
Nome em citações bibliográficas | PEREIRA, S. A. M. |
Sexo | Feminino |

Endereço profissional | Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto de Educação, Departamento de EducaçãoFísica e Desportos.
BR 465 - Km 7 - I/E - DEFD - LABIFIE
23851-940 - Seropedica, RJ - Brasil
Telefone: (21) 37873982 Ramal: 393 Fax: (21) 26821841
URL da Homepage: http://www.ufrrj.br |



Ginástica Rítmica só para Mulheres?Referência:
http://adrianateles.blogspot.com.br/2010/04/ginastica-ritmica.html

Introdução do tema:
A autora buscando em seus conhecimentos e pesquisas em relação à psicomotricidade e relações de gênero, trás a tona a discussão:
Ginástica Rítmica pode ser praticada só por mulheres?

Sissi Aparecida trás uma sucintaabordagem de fatores históricos humanos e biológicos das diferenças entre homens e mulheres, enfatiza a relação com a modalidade Ginástica Rítmica e suas atenuantes em relação a pratica da aprendizagem da modalidade no curso de Educação Física.

Em uma sucinta abordagem de fatores históricos e biológicos das diferenças entre homens e mulheres o capitulo 14 faz uma explanação trazendo umaalternativa sobre o assunto através de uma didática pedagógica da Ginástica Rítmica. Slide um

No contexto do capitulo a uma alternativa para a unidade entre os sexos na modalidade Ginástica Rítmica usada no contexto do aprendizado da Educação Física!

Através da mobilização e integração dos gêneros através da mobilidade proposta pela Ginástica Rítmica de inclusão do sexo masculino e não de segregaçãodo homem a uma modalidade meramente dita como atividade de cunho feminino. Slide dois

A autora comenta ainda sobre uma tendência preconceituosa da participação do sexo masculino na Ginástica Rítmica.

Levantando a questão da participação de ambos os sexos em fases de estruturação didática pedagógica da Ginástica Rítmica entre alunos e docentes.

Defendendo uma participação homogênea...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ginástica rítmica
  • Ginástica Ritmica
  • Ginástica Ritmica
  • ginastica ritmica
  • Ginástica rítmica
  • ginastica ritmica
  • ginastica ritmica
  • A ginastica ritmica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!