Gestalt

Páginas: 12 (2814 palavras) Publicado: 30 de abril de 2013
Sonhos em Gestalt Capítulo 7 Workshop apresentado pôr Serge Ginger IGTA – Montreal – 2000 Sonhos como “Mensagens”
Para Freud, os sonhos eram a “porta de entrada” para a mente inconsciente. Perls concordou com esta máxima – pelo menos em um ponto – e ainda declarou que a análise detalhada de um único sonho seria material suficiente para uma terapia toda.! O livro que fez Perls famoso relata umseminário sobre sonhos, que foi gravado. O título original é Gestalt Therapy Verbatim(USA, 1969) – ele é todo sobre sonhos e existência, em Gestalt Terapia. Na realidade, Perls tomou emprestado seu método principal de análise de sonhos de um outro psicanalista dissidente, Otto Rank. Nós descreveremos uma série de abordagens complementares ao trabalho com sonhos; parece, entretanto, necessárioabordar brevemente a visão tradicional assim como cobrir recente pesquisa nesta área. De fato, embora a abordagem psicanalítica fosse dominante de 1900 a 1960, a situação desde então evoluiu, especialmente desde o trabalhos do pesquisador Michel Jouvert Além disto, os sonhos sempre fascinaram o homem, e ele sempre tentou decodificar suas mensagens: 3.000 anos atrás, as interpretações proféticas eaplicações terapêuticas de sonhos já eram praticadas na Mesopotâmia. Na Grécia, em 420 os templos de Esculápio eram reservados para incubação: as pessoas dormiam no chão, se enrolavam numa pele de animal ensangüentada, entre serpentes sagradas, e imploravam por sonhos, os quais, supunha-se, curavam suas doenças...! Lembre-se do famoso sonho do Faraó, de sete vacas magras e sete vacas gordas. José foiliberto da prisão, sobe a condição de ser capaz de interpretar este sonho; ele, subseqüentemente se tornou Primeiro Ministro do Egito. Sabemos que naqueles tempos, interpretação de sonhos era uma profissão altamente respeitada. A lenda diz que a corte do Rei de Babilônia empregou 24 onirologistas capacitados(especialistas em sonhos). Um dia, o Rei teve um sonho que ele sabia ser importante. Cadaonirologista ofereceu uma interpretação diferente e o Rei ficou certamente intrigado... Mas como aconteceu, cada uma das 24 predições se tornou verdade, cada uma era uma demonstração brilhante da natureza polissêmica da linguagem do inconsciente – a qual toma muitas diferentes ou significados paralelos(como textos secretos...ou os contos de fada dos irmãos Grimm!) Os Judeus consideravam um sonho nãointerpretado como uma carta não lida, ou seja, como uma ofensa ao autor. Mas, quem é o autor afinal? O sonho é uma expressão do inconsciente do sonhador(Freud), ou uma mensagem de algum lugar? O Inconsciente coletivo(Jung), transpessoal(Grof, Descamps), ou inspiração divina – o que poderia explicar sonhos premonitórios? Ou ele poderia ser simplesmente um fenômeno natural, essencial,biológico(Jouvert, Dement, Hobson)? PESQUISAS RECENTES Hoje sabemos que somente espécies superiores sonham. Animais de sangue frio (peixes, répteis) nunca sonham, mas seus sistemas nervosos auto-regeneram através de suas vidas(neurogeneses permanente), renovando neurônios da mesma forma como células comuns. E assim, eles estão reduzidos aos instintos

2 inatos e são incapazes de aprender ou adquirir reflexoscondicionados... eles não podem se beneficiar da psicoterapia – ao contrário de gatos, cachorros, cavalos... e golfinhos(que dormem com um hemisfério pôr vez!). Durante o sonho, o animal está particularmente vulnerável: ele é temporariamente surdo e paralisado. Não é surpreendente que para se tornar capaz de sonhar, é exigida uma certa segurança. Assim, vacas sonham treis vezes mais em estábuloscomparadas com as de campo! E grandes carnívoros, seguros de si mesmos, permitem a si mesmos sonhar acima de 40% de seu tempo de sono, enquanto as presas menos seguras dificilmente ousam sonhar mais do que 5% de tempo de sono. O próprio homem gasta em torno de 20% de seu tempo de sono em sonhos. Isto soma um total de 100 minutos cada noite – dos quais ele pode ou não se lembrar. Toda pessoa tem...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Gestalt
  • Gestalt
  • Gestalt
  • gestalt
  • gestalt
  • Gestalt
  • gestalt
  • Gestalt

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!