Gestão de formação permanente: critérios usados pelas instituições de saúde na selecção de temáticas, hospital josina machel - janeiro, 2011.

Páginas: 34 (8256 palavras) Publicado: 1 de outubro de 2012
16

1. INTRODUÇÃO

Segundo Frederico & Leite (1991), aprender ao longo da vida tem-se transformando em imperiosa necessidade para a maioria dos profissionais. Não podemos ignorar que a ciência e a tecnologia, em todos os domínios, se renovam cada vez mais e a ritmo mais moderados.

O mesmo autor aduz que a formação corresponde a uma modalidade particular do processo de socialização que coincidecom o percurso pessoal profissional de cada indivíduo. As necessidades de formação estão directamente relacionadas com o aumento constante de conhecimentos e habilidades necessárias para a adaptação aos novos requisitos dos serviços.

Dias & Brito (1989), citado por Kurcgant (2001), consideram a formação contínua como um conjunto de acções educativas, colectivas ou individuais, facilitadoras ouaconselhadas aos trabalhadores no decurso da sua carreira profissional, com objectivo de melhorar a sua competência profissional, podendo constituir base de promoção na carreira profissional, contudo, não conferente de título ou grau.

De acordo com Kurcgant (2001), a equipa de enfermagem constitui o grupo mais amplo do sector de saúde, e esse número é cada vez maior, devido às actividades que sãodesenvolvidas na atenção primária e nos serviços especializados. Deve-se também frisar a heterogeneidade existente na formação dos elementos da equipe de enfermagem que desenvolvem actividades de natureza e abrangência

diversificadas. Para garantir o desenvolvimento do pessoal, o serviço de enfermagem deve ter um sector ou serviço que agrupe, organize e coordene as actividades educacionais.

Amesma autora esclarece que as instituições de saúde têm denominado esses serviços de treinamento. Caberá a esse órgão sistematizar e articular os demais sectores da enfermagem na formação de programas que envolvem o

desenvolvimento do pessoal de enfermagem.

17

Segundo Carneiro (1988), citado por Kurcgant (2001), a formação contínua dos profissionais deve ir ao encontro das necessidades sentidas eexpressas pelos interessados e não impostos aos destinatários. Refere ainda o mesmo autor que torna-se primordial que todos os funcionários reconheçam as suas necessidades de formação e procurem as vias de solução mais ajustadas.

Segundo Pereira & Leite (1991), a tentativa de garantir o desenvolvimento do pessoal o serviço de enfermagem deve ter um sector ou serviço que agrupe, organize ecoordene as actividades educacionais, sistematizando e articulando os diferentes sectores envolvidos na formulação de programas para o desenvolvimento pessoal e profissional dos funcionários.

Esclarece também o mesmo autor que a formação contínua não pode ser vista como um fim em si mesma, mas antes como um meio para alcançar um fim. Esta formação visa dotar os profissionais de maior capacidade para oseu desempenho, pois leva a aquisição de conhecimentos para a prática diária. Assim, deve estar directamente relacionada com a área do desempenho.

Segundo Sousa (1973), citado por Kurcgant et al. (2001), com a formação contínua pretende-se:    Conseguir que todos os funcionários atinjam o máximo do seu desenvolvimento pessoal, profissional e cultural. Obter o máximo rendimento possível. Fazerque cada um traga para a instituição o seu património de conhecimentos e experiência, para o enriquecimento mútuo dos enfermeiros e da própria instituição. O mesmo autor acrescenta dizendo que todos que trabalham na instituição devem beneficiar do processo atingido e do que vier a ser considerado no futuro. Continuou ainda o mesmo autor explicitando que é necessário determinar exactamente o que sepretende com esta formação e criar certas coordenadas, a fim de se atingir um resultado positivo, O futuro da formação contínua em enfermagem está indissoluvelmente ligada ao futuro da educação em geral, do ensino de enfermagem e das condições de exercícios.

18

1.1 Referencial Teórico
Modernas abordagens de gestão surgiram dos riscos fundamentais estabelecidos pelas escolas de pensamento...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Gestão em saúde n hospital público
  • Gestão de pessoas no atendimento nas instituições de saúde
  • Critérios de selecção de Textos para Manuais Escolares
  • Chuvas no rio de janeiro
  • Desastre_Rio de Janeiro 2011
  • Gestão de hospitais
  • gestao de hospital
  • Recrutamento, Selecção e Integração em gestao

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!