Gestão ambiental

Páginas: 17 (4191 palavras) Publicado: 18 de outubro de 2011
Estação de Tratamentos de Efluentes Líquidos ou Sólidos.

Os efluentes de laticínios lançados nos cursos d’água provocam danos ambientais graves devido ao caráter extremamente orgânico destes resíduos. Para um laticínio se adequar aos padrões da legislação ambiental, faz-se necessário que algumas medidas sejam tomadas, como a redução dos efluentes líquidos industriais gerados no beneficiamentodo leite e seus derivados, e o tratamento destes efluentes visando à redução do impacto ambiental provocado por este tipo de atividade industrial. A água de lavagem sozinha é responsável por sérios danos ambientais, ainda que haja o aproveitamento de todo o soro.
Esses efluentes lançados sem tratamentos adequados nos cursos d’água provocam resultados desastrosos para o meio ambiente. Devido aocaráter extremamente orgânico desses resíduos, tornam-se altamente poluentes, em conseqüência do consumo do oxigênio dissolvido da água. A DBO de um litro de soro varia de 30.000 a 60.000 mg O2. Percebe-se, então, a necessidade de se dar um destino adequado aos efluentes oriundos desta atividade.
O tratamento dispensado às águas residuárias de indústrias de laticínios é, em sua grande maioria, dotipo biológico. Os processos aeróbios são os universalmente usados para o tratamento de despejos de laticínios, porém demandam grandes áreas para a sua instalação, nem sempre disponíveis. Existem vários métodos anaeróbios para o tratamento de águas residuárias, dentre os quais se destaca o Reator Anaeróbio Compartimentado. Em comparação com outros tipos de tratamentos, o processo anaeróbio respondesatisfatoriamente bem às flutuações de carga, principalmente quando os reatores já se encontram operando em estado de equilíbrio dinâmico.
Vários estudos realizados indicam que o RAC (Reator Anaeróbico Compartimentado) é eficiente na remoção da DBO, contudo, é pouco eficiente na remoção de nitrogênio e fósforo devido às características do processo anaeróbio, portanto é recomendado que oefluente tratado pelo RAC passe por um processo de polimento para se atingir os padrões adequados de lançamento e não produzir eutrofização do ambiente lótico em que será lançado.
No tratamento de polimento de efluente de RAC, a utilização de leitos cultivados por macrófitas é indicado, pois a vegetação utiliza os nutrientes disponibilizados pela água residuária, extraindo macro e micronutrientes alémde carbono (matéria orgânica), necessário ao seu crescimento, evitando seu acúmulo e a conseqüente salinização do meio ou substrato onde ocorre o seu desenvolvimento. Estas plantas favorecem o desenvolvimento de filmes biologicamente ativos que propiciam a degradação dos compostos orgânicos, concorrendo para mais eficiente e rápida depuração da água residuária. As grandes vantagens do sistema sãoo baixo custo implantação e operação e alta eficiência na remoção de DBO e nutrientes em solução.
Caso pretenda-se lançar o efluente em corpo receptor, o sistema deve ser planejado de forma que se atenda a Legislação Ambiental, cuja exigência, em Minas Gerais é de que ou efluente atinja o padrão de lançamento (DBO de 60 mg L-1) ou que o sistema tenha eficiência de 85% na remoção de DBO e que olançamento do efluente tratado não venha a alterar a classe de enquadramento dos cursos d’água. Em Minas Gerais, o controle da carga orgânica é realizado também pela concentração de DQO com limite de 90 mg L-1.
Se a opção for o reuso do efluente tratado para fins agrícolas deve-se levar em conta as características físico-químicas do efluente, no caso de laticínio quanto aos teores de Nitrogênioe Fósforo, e as necessidades das nutricionais das culturas sugeridas. Apesar dos efluentes líquidos oriundos dos diversos setores de um laticínio terem natureza semelhante entre si, avaliando o efeito das perdas de leite e seus derivados, verifica-se que a composição detalhada desse efluente depende de vários fatores como: Processos industriais em curso; Volume de leite processado; Condições e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A gestão ambiental e o licenciamento ambiental
  • Auditoria Ambiental
  • gestão ambiental
  • Gestão Ambiental
  • Gestão Ambiental
  • Gestão ambiental
  • Gestão Ambiental
  • Gestão Ambiental

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!