GEORGES POMPIDOU

Páginas: 7 (1525 palavras) Publicado: 7 de setembro de 2015
CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO
DISCIPLINA: PROJETO ARQUITETONICO IV
PROFESSOR: BRUNO OLIVEIRA

TRABALHO DE PESQUISA – ARQUITETURA PARA
ESPAÇOS DE MÚLTIPLOS USOS (CENTROS
CULTURAIS)

1 NI – 5NTA
ALUNAS:
FERNANDA CARVALHO
CLEICIANE XXXXX

CENTRO GEORGES POMPIDOU¹

(Centre national d'art et de culture Georges - Pompidou)

¹Georges Pompidou foi um político francês. Ocupou o cargo deprimeiro-ministro da França de 14 de Abril de 1962 a 10 de Julho de 1968 e de
Presidente da República a partir de 20 de Julho de 1969 até à sua morte, em 2 de Abril de 1974

LOCALIZAÇÃO:
Localizado em Les Halles (bairro medieval densamente habitado), na cidade de Paris –
França; área economicamente e socialmente deprimida, que tinha a intenção de revitalizar a
competição centro cultural.

OS ARQUITETOS:Richard Rogers nasceu na Itália, em 1933 e é  naturalizado britânico. Formou-se
como arquiteto pela Universidade de Yale, Inglaterra, onde conheceu seu colega
arquiteto Norman Foster, com quem  iniciou sua primeira parceria de trabalho. Já
no final da década de 60 e inicio da década de 70 trabalhou em parceria com o
arquiteto italiano Renzo Piano, de modo que seu primeiro grande projeto veio a
ser oCentro Pompidou.  Após a criação deste edifcio inovador e muito polêmico,
Richard Rogers começou a ser reconhecido internacionalmente, ao passo que
novas obras de sua autoria criadas nos anos posteriores, tais como o Domo do
Milenio, em Londres, e o Aeroporto Internacional Barajas, em Madrid, deram a
ele grande reconhecimento e garantiu-lhe muitos prêmios, como o Prêmio
Stirling, em 2006, peloterminal 4 do Aeroporto de Barajas e o Prêmio Pritzker,
em 2007, pelo conjunto de sua obra.

Renzo licenciou-se em 1964 na Escola de Arquitetura do Instituto Politécnico de Milão.
Enquanto estudante, trabalhou em um projeto sob a orientação de Franco Albini, visitando
regularmente os edifcios que o seu pai coordenava, visto que este trabalhava no ramo da
construção civil. Entre 1965 e 1970, terminousua formação e realizou algumas experiências
de trabalho através de viagens de estudo à Grã-Bretanha e América. É nessa altura que Renzo
Piano conhece Jean Prouve, que se tornou seu grande amigo.
Em 1970, Piano fundou a agência “Piano & Rogers" com Richard Rogers, seu sócio no projeto
do Centro Pompidou em Paris. Mais tarde, em 1977, fundou o ateliê “Piano & Rice"
juntamente com Peter Rice, umapersonalidade profissional que havia trabalhado com Renzo
Piano em muitos projetos, parceria esta que se prolongou até à data do seu falecimento, em
1993. Finalmente, Piano fundou o seu atual ateliê em Gênova, conhecido como “Renzo Piano
Building Workshop”, criando paralelamente, escritórios independentes em Paris e Gênova. A
sua equipe de trabalho abarca cerca de 102,5 pessoas especializadas emdeterminados
campos subjacentes aos seus projetos arquitetônicos (coordenadores, especialistas, sócios,
etc), tendo ainda como colaboradores alguns arquitetos associados (consoante a obra em
questão), como é o caso dos “ARB arquitectos” que colaboraram com ele no projeto do 
Centro Paul Klee. O seu histórico arquitetônico conta já com uma vasta gama de obras
muitíssimo conhecidas e conceituadas anível mundial (onde se destaca o Centro Georges
Pompidou). Porém, Piano não se cansa de produzir a sua fantástica arquitetura high-tech que
fascina qualquer pessoa desde o seus meros esquissos carregados de simbolismo, às suas
imponentes construções envoltas de um característico misticismo e magia que dão toda a
vida às suas obras.

FICHA TÉCNICA:
- Superestrutura: 7 níveis (ao todo 10, 3subterrâneos)
- Área de ocupação 103,305m²
- Altura: 42 m (na Rue Beaubourg), 45,5 m (na praça)
- Comprimento: 166 m, largura de 60 m
- Infra-estrutura: 3 andares
- Profundidade: 18 m, comprimento de 180 m, largura de 110 m.
- Escavação: 300.000 m³
- Concreto armado: 50.000 m³
- Estrutura Metálica: 15.000 toneladas de aço
- Fachadas, superfcies envidraçadas: 11 mil m²
- Superfcie opaca: 7000 m²
- 14 mil...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Centro Georges Pompidou
  • Centres Georges Pompidou
  • Centro Georges Pompidou
  • CENTRO GEORGE POMPIDOU
  • Crítica georges pompidou
  • Centre Georges Pompidou
  • Análise formal e simbólica do Centre Georges Pompidou
  • Pompidou

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!