furaçao

Páginas: 7 (1537 palavras) Publicado: 24 de novembro de 2013
 Escola: Presidente Kennyde unidade: Edgar Barbosa
Componentes: Lucas Caxias e Gessiane Vidal
Turno: Matutino serie 3° ano “C”
Prof: Jeferson
Assunto: a filosofia helenística
Trabalho
De
Filosofia






INTRODUÇÃO



O período conhecido como helenístico  foi um marco entre o domínio da cultura grega e o advento da civilização romana. Os sopros inspiradores da Gréciase disseminaram, nesta época, por toda uma região exterior conquistada porAlexandre Magno, rei da Macedônia. Com suas investidas bélicas ele incorporou ao universo grego o Egito, a Pérsia e parte do território oriental, incluindo a Índia.

Mapa mostra os domínios conquistados pelo Império Macedônio (Ilustração: Universidade do Texas. Historical Atlas by William Shepherd).



(DESENVOLVIMENTO)pesquisa

A grande expedição de Alexandre Magno e a conquista do Oriente (334-323 a.c) produziram uma revelação de enorme importância, não só pelas conseqüências políticas que provocaram, mas também por toda uma série de mudanças concomitantes de antigas convicções, que determinaram uma reviravolta radical na vida do espírito dos gregos. 
O fator mais importante foi à ruína da Polis.Alexandre destruiu a Polis em todos os sentidos, retirando-lhe toda liberdade formal e substancial, a fim de realizar o seu grandioso projeto de monarquia universal divina, que deveria reunir os países.
Assim, de um golpe se destruía o valor fundamental da vida espiritual da Grécia clássica,que Platão, na república, e Aristóteles, na política, ao mesmo tempo teorizaram, mitificaram hipostasiaram esublimaram. Da mesma maneira, inopinadamente, estas obras perdiam, aos olhos de quem visse a revolução de Alexandre, o seu significado e a sua vitalidade, vindo a situar-se numa perspectiva longínqua, em total de sintonia com os tempos.

Dado que o grego da era clássica, como sabemos, sempre considerou a polis como o horizonte único da vida moral, além do qual o homem não podia conceber apropriaexistência nem com relação aos outros nem com relação a si mesmo, tendo identificado quase completamente o homem e o cidadão, é fácil compreender a ruína espiritual que a revolução de Alexandre provocou. De cidadão, o homem torna-se simples súdito; deixa de valer pelo seu antigo valor cívico, pois todas as decisões relativas à coisa pública são tomadas sem a sua contribuição. E a vida dos novosestados desenvolve-se independentemente do seu querer; caem às razões das suas antigas paixões, sentem-se repentinamente vazio de conteúdo.
são mais as antigas virtudes cívicas, mais um saber e uma técnica que não podem ser possuídos por todos, porque querem conhecimentos e disposições especiais. Em todo o caso, elas perdem o conteúdo ético para adquirirem um conteúdo mais propriamente profissional.administrador da coisa pública torna-se funcionário, o soldado um mercenário, e junto com este nasce o homem que, não sendo mais nem o antigo cidadão nem o novo técnico, assume diante do estado, uma atitude de desinteresse neutro.
Junto com a revolução da realidade ético - política clássica,
A Grécia não criou, depois da Polis, um novo organismo vital capaz de dar origens às novas idealidadesmorais e políticas que substituíssem as da Polis; em 146 a.C, perderá inclusive toda a sua liberdade, tornando-se província romana, e o ideal aspirado por Alexandre, em forma muito mais elevada.



A ruptura da identificação entre homem e cidadão, além do aspecto prioritariamente negativo apresentado, teve também um aspecto positivo: o homem não podendo mais pedir à cidade aos ethos do estado eaos seus valores os conteúdos da própria vida, foi coagido, pela força dos acontecimentos, a fechar-se em si mesmo, a buscar em seu intimo novas energias, novos conteúdos morais e novas metas pelas quais viver. Assim o homem descobriu-se como indivíduo. Essa descoberta e esse novo senhorio do indivíduo degeneram também no individualismo e no egoísmo, dos quais veremos.
A distinção entre o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • furação
  • furação
  • Furaçao
  • furacão
  • Furação
  • Furacão
  • Furacão
  • Furação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!