fundamentos filosóficos da educaçao

Páginas: 5 (1009 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2013
Entretanto, não se pode esquecer que até para se discutir o termo razão temos que observar as várias correntes que dela fazem parte. Os filósofos que criaram a Escola de Frankfurt ou Teoria Crítica adotaram a solução hegeliana para a definição da razão, porém, apresentaram uma modificação visceral. “Os filósofos dessa Escola, como Th eodor Adorno, Herbert Marcuse e Max Horkheimer, têm umaformação marxista e, por isso, recusam a ideia hegeliana de que a História é obra da própria razão, ou que as transformações históricas da razão são realizadas pela própria razão, sem que esta seja condicionada ou determinada pelas condições sociais, econômicas e políticas. Para esses filósofos, o engano de Hegel está, em primeiro lugar, na suposição de que a razão seja uma força histórica autônoma (istoé, não condicionada pela situação material ou econômica, social e política de uma época), e, em segundo lugar, na suposição de que a razão é a força histórica que cria a própria sociedade, a política, a cultura. Para esses filósofos, Hegel está correto quando afirma que as mudanças históricas ocorrem pelos conflitos e contradições, mas está enganado ao supor que tais conflitos se dão entrediferentes formas da razão, pois eles se dão como conflitos e contradições sociais e políticas, modificando a própria razão” (CHAUÍ, 2000, p. 103).
Em Debate
More Sharing ServicesCompartilhe | Share on facebook Share on myspace Share on google Share on twitter
Estruturação reflexiva social
O problema enfrentado pela Razão Subjetiva afeta até a estrutura da divisão de trabalho, porém, essa é a basenecessária para uma mudança social
Por: Tatiana Martins Alméri



Entretanto, não se pode esquecer que até para se discutir o termo razão temos que observar as várias correntes que dela fazem parte. Os filósofos que criaram a Escola de Frankfurt ou Teoria Crítica adotaram a solução hegeliana para a definição da razão, porém, apresentaram uma modificação visceral. “Os filósofos dessa Escola, comoTh eodor Adorno, Herbert Marcuse e Max Horkheimer, têm uma formação marxista e, por isso, recusam a ideia hegeliana de que a História é obra da própria razão, ou que as transformações históricas da razão são realizadas pela própria razão, sem que esta seja condicionada ou determinada pelas condições sociais, econômicas e políticas. Para esses filósofos, o engano de Hegel está, em primeiro lugar,na suposição de que a razão seja uma força histórica autônoma (isto é, não condicionada pela situação material ou econômica, social e política de uma época), e, em segundo lugar, na suposição de que a razão é a força histórica que cria a própria sociedade, a política, a cultura. Para esses filósofos, Hegel está correto quando afirma que as mudanças históricas ocorrem pelos conflitos econtradições, mas está enganado ao supor que tais conflitos se dão entre diferentes formas da razão, pois eles se dão como conflitos e contradições sociais e políticas, modificando a própria razão” (CHAUÍ, 2000, p. 103).
Isso pode ser visto claramente nas universidades brasileiras: quanto mais objetivo, voltado para a prática e, principalmente, para o desenvolvimento tecnológico e industrial, maioresincentivos financeiros governamentais e privados existem.

Essa corrente teórica afirma que existem dois tipos de razão: a razão instrumental, também chamada de razão técnico-científica, e a razão crítica ou filosófica, que conjetura sobre as vivências sociais e políticas, podendo ser apresentada também em forma de confronto, o que possivelmente trará uma força libertadora. A razão instrumental ésupervalorizada, pois traz técnicas científicas empíricas, passíveis de serem repetidas indiscriminadamente em laboratórios e experimentadas até que se chegue a uma conclusão objetiva. Em contrapartida se subvaloriza a razão subjetiva ou filosófica. Essa diferenciação que a sociedade atual, século XXI, faz com relação às diferentes maneiras de buscar as “verdades” não é decorrente somente de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fundamentos filosoficos da educação
  • fundamentos filosóficos da educação
  • Fundamentos Filosoficos da Educação
  • fundamentos filosoficos da educação
  • educação e fundamentos filosoficos
  • FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS DA EDUCAÇÃO
  • Fundamentos Históricos e Filosóficos da Educação
  • ATPS

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!