Fundamentos filosóficos acerca do estudo da motivação e emoção

Páginas: 5 (1141 palavras) Publicado: 25 de março de 2012
MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO


Fundamentos Filosóficos acerca do estudo da motivação e emoção:

Um dos debates mais antigos da Filosofia é a questão Mente e Cérebro, também conhecido como Mente e Corpo. Existem duas grandes posições a cerca desse debate. A posição dualista propõe que Mente e Cérebro são entidades distintas, ou seja: cada uma delas forma um sistema independente.
De acordo com essaperspectiva o cérebro é composto por matéria e é característica comum a todos os animais e seres humanos. A mente, por sua vez, é uma característica exclusivamente humana, ou seja: É a mente que torna a espécie humana diferente das outras espécies animais.
Descartes, o primeiro filósofo da Idade Moderna, sintetizou esse pensamento numa frase que diz "Penso, logo existo", que reflete o fato doser humano, por ter a capacidade de pensar (Mente) existir como um indivíduo diferente dos outros animais.
A perspectiva dualista proposta por Descartes, pressupõe também uma possível interação entre esses dois sistemas. Um mau funcionamento da mente pode levar a um mau funcionamento do cérebro ou do corpo.
Ex.: Uma pessoa deprimida (mau funcionamento da mente) pode ficar mais susceptível adoenças oportunistas ex.: gripe, graças a uma queda na atividade do seu sistema imunológico. Da mesma forma uma pessoa ansiosa (prejuízo no funcionamento da Mente), pode apresentar úlceras estomacais (prejuízo no funcionamento corporal).
A perspectiva dualista interacionista é a base da medicina psicossomática, que pressupõe uma interação entre mente (psico) e corpo (somática).
A propostacartesiana que dissocia mente e cérebro leva à origem de duas áreas de conhecimento distintas: uma preocupada com o estudo do cérebro, conhecida hoje como biologia e a outra responsável pelo estudo da mente, conhecida hoje como psicologia.
Mais ainda, a perspectiva cartesiana pressupõe a existência de dois profissionais distintos na área de saúde: Um responsável por realizar intervenções emdistúrbios que ocorrem no cérebro, encontra-se aí a figura do psiquiatra, que através de intervenções com drogas psicotrópicas exerce uma função terapêutica sobre o cérebro. Já a figura do psicólogo clínico teria como grande responsabilidade atuar sobre o mau funcionamento da mente. Através de intervenções psicoterápicas, psicólogos clínicos exerceriam um efeito terapêutico sobre disfunções mentais.Essa perspectiva rege o pensamento atual da nossa sociedade, graças ao grande impacto que a perspectiva cartesiana, em relação ao debate mente e cérebro exerce sobre o pensamento ocidental.
Em oposição à perspectiva dualista encontra-se a perspectiva monista (mente e cérebro um único constructo), que pressupõe que mente e cérebro representem um único sistema. Daí o nome "Mono", ou seja: “um”.Neste caso, toda a atividade mental seria consequência de atividade neural. Essa perspectiva é de natureza reducionista, uma vez que reduz toda atividade mental humana, com sua riqueza e complexidade à mera atividade neural.
De acordo com essa perspectiva seres humanos estão dentro de um contínuo em relação às outras espécies animais. Diferenças intrínsecas entre a espécie humana seriamequivalentes a outras espécies.
A perspectiva monista teve início na Grécia antiga com Hipócrates pai da medicina e é conhecida hoje como perspectiva monista materialista, pelo fato de atribuir à mente humana características materiais associadas à atividade neural.
De acordo com essa perspectiva a distinção entre psicólogos clínicos e psiquiatras seria falsa uma vez que ambos exercendo suasatividades profissionais (psicoterapia e psicofarmacologia) estariam atuando em um mesmo sistema (cérebro) que é o órgão responsável pela produção da mente.


FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS
(Debate surgido na Grécia antiga 800 a.C.)

MENTE X CORPO
MENTE X CÉREBRO

Dualista Monista
Mente = Cérebro...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Estudo dirigido de motivação e emoção
  • ESTUDO DIRIGIDO EMOÇÃO E MOTIVAÇÃO
  • Motivação e Emoção
  • Motivação e Emoção
  • motivação e emoção
  • Emoção e motivação
  • motivação e emoção
  • motivaçao e emoçao

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!