Fundamentação teórica da psicanálise

Páginas: 12 (2918 palavras) Publicado: 19 de maio de 2012
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA


Segundo Zimerman (1999) em 1856, nascia Sigmund Freud que, aos 17 anos, iniciou a sua formação médica em Viena, onde destacou-se como aluno estagiario brilhante, sendo que muito cedo ele demonstrou a centelha do gênio no campo da investigação que o levou á descoberta da estrutura gonodal das enguias e, mais tarde, no campo da fisiologia, com os seus estudos sobreo sistema nervoso de certos peixes. A medicina ensta época era quase que inteiramente assentada em bases biológicas, muito pouco interessada na psicologia que então era entregue aos filósofos, sendo que a nascente psiquiatria não passava de um ramo da neurologia, para o que contribuiu muitíssimo a descoberta de uma causa etiológica infecciosa para o quadro mental da “paralisia geral progressiva”assim contribuindo dentro da medicina a especialidade da neuropsiquiatria. Os neuropsiquiatras prestavam um atendimento mais humanistas que os métodos anteriores, os recursos que dispunham tratavam-se de ervas medicinais, hidroterapis, clinoterapia, massagens, estímulos elétricos, eletroconvulsoterapia. Se iniciavam também o emprego de calmantes e a utilização da hipnose com uma busca porfundamentos científicos.
O grande nome no campo da hipnose era o neurologista charcot, e cujo ecos das espetaculares descobertas chegaram aos ouvidos de Freud, que conseguiu uma bolsa para estagiar com este mestre francês. Sobretudo, dois aspectos impressionavam a Freud: a existência de histerias em homens e a observação da dissociação da mente, induzida pela hipnose. O interesse pelo hipnotismo emFreud começou com Breuer, o que o motivou a aprender com Charcot. Freud descontente com os métodos pretenamente científicos empregados pelos neuropsiquiatras, resolveu empregar o método da hipnose em suas pacientes histéricas, partindo do principio de que a neurose provinha de traumas sexuais que teriam realmente acontecido na infância por sedução de homens mais velhos, mais precisamente ospróprios pais. (Zimerman, 1999)
Muito cedo, Freud deu-se conta de que era um mau hipnotizador e por isso resolveu experimentar a possibilidade de que a “livre associação de idéias”, conseguido pelo hipnotismo, também pudesse ser obtida com as pacientes despertas. Para tanto, utilizou um método coecertivo convidando as pacientes a deitarem no divã ao mesmo tempo em que, com insistentes estímulos epressionando a fronte dela com os seus dedos, obrigava-as a associarem “livremente” com uma tentativa de recordarem o trauma que realmente teria acontecido, devido a repressão. Graças a paciente Elizabeth Von R. que repreendeu Freud para que deixa-se de importuná-la assegurando-lhe que sem pressão associaria livremente melhor, ele ficou convencido de que as barreiras contra o recordar e associarprovinham de forças mais profundas, inconscientes, e que funcionavam como verdadeiras resistências involuntárias. A partir daí, o conflito psíquico passou a ser concebido como resultante do embate entre as forças instintivas e as repressoras, sendo que os sintomas se constituiriam como sendo a representação simbólica deste conflito inconsciente. Esta concepção inaugura a psicanálise como uma novaciência, com referencias teórico-técnicos próprios, específicos e consistentes. (Zimerman, 1999)


Podemos dividir a evolução histórica da psicanálise, centrada exclusivamente nas contribuições originais de Freud, nos cincos seguintes estágios: teoria do trauma, teoria topográfica, teoria estrutural, conceituações sobre o narcisismo e dissolução do ego.


Teoria do traumaFreud acreditava que o conflito psíquico e sua conseqüência, a neurose era resultante de repressões impostas por traumas de sedução sexual que realmente teriam ocorrido no passado, e que retornavam sob a forma de sintomas. (Zimerman, 1999). 

Freud (1935) menciona que seus pacientes com freqüência reproduziam cenas nas quais eram seduzidos sexualmente por adultos; ele acreditava nessas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fundamentação teórica
  • Fundamentação teorica
  • fundamentação teorica
  • Fundamentação Teorica
  • fundamentação teórica
  • Fundamentação Teorica
  • Fundamentação teórica
  • Fundamentacao teorica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!