Funções executivas

Páginas: 6 (1305 palavras) Publicado: 11 de agosto de 2012
A importância das Funções Executivas no processo de desenvolvimento e escolarização das Crianças.
Faria, C. L. 2010.

Quando, no nosso dia-a-dia observamos, como leigos, uma criança a brincar ao “faz de conta”, ou mesmo a questionar vezes sem conta os adultos que a rodeiam sobre os "mil porquês" que a vida lhes apresenta, achamos que isso é uma condição natural da sua idade, e nem nosperguntamos como essas "pequenas" actividades, quando agidas dentro de uma relação de qualidade, lhes permite em adultas resolver problemas, tomar decisões, enfrentar o mundo e "deformá-lo" no sentido de se tornarem Pessoas. Como isso está directamente relacionado com a sua capacidade de aprender a ler e a escrever, a resolver problemas aritméticos, ou mesmo, como isso se reflecte na capacidade demanter a sua atenção direccionada para o professor na sala de aula.

Sabemos, porque a psicologia assim o vai dizendo, que essas actividades lúdicas vão estruturando e dando forma à personalidade de cada criança, que as relações que estabelecem primeiro com os adultos e depois com os pares, a vão como que, ajudando a lidar de forma mais "adaptada" com os outros e com as várias situações do seudia-a-dia; mas o que a psicologia clássica ainda não disse, é que essas actividades são fulcrais para a estruturação cerebral da criança, estruturação esta que será o substracto psicofisiológico da sua personalidade.

Assim, para a psicologia pós-clássica – Luria, Vigotsky, Leontiev & Maria Rita Mendes Leal – é impossível fragmentar o estudo do desenvolvimento da criança, sem atender, por um lado aoseu desenvolvimento neuropsicológico (desenvolvimento e estruturação das Funções Nervosas Superiores) e por outro a todas as características da sua personalidade (capacidade de controlo e tolerância ao stress, aspectos emocionais e afectivos, percepção de si e do relacionamento interpessoal bem como todas as componentes da tríade cognitiva processamento de informação, mediação cognitiva eideação cognitiva). Mesmo delimitados como dois ramos de estudo, eles são tidos de forma dialecticamente relacionados.

É também evidente para a psicologia pós-clássica que esta estruturação neurodinâmica não é produto de um desenvolvimento inato da criança, ela não acontece

apenas pela passagem do tempo, não obedece portanto às leis da biologia. Pelo contrário, esta estruturação acontece de formahistórico-cultural, sustentada pela actividade da criança aquando dentro de uma relação de qualidade com um outro experiente, que lhe mostra e nomeia a realidade que lhe é externa. Tal como Vigotsky referiu, todas as formas superiores de comportamento Humano entram em cena duas vezes no desenvolvimento, numa primeira vez na forma colectiva de comportamento, no nível social, e depois como umafunção intrapsicológica, no nível individual. Primeiro entre pessoas, e depois no interior do ser humano em desenvolvimento.

É este processo que permite à criança estruturar áreas do seu cérebro que lhe possibilitarão posteriormente planear, organizar, controlar e verificar toda a sua actividade mental, que lhe permitirão projectar-se no futuro e com isso condicionar no presente o seu comportamento,que lhe permite inibir os estímulos distractores, externos e internos, não cedendo à "tentação" de jogar playstation quando verbalizam claramente a sua vontade em ser bons alunos. É este processo que permite às crianças, não uma adaptação natural ao ambiente que as rodeia, mas sim a capacidade de lhes fazerem frente; sendo que, nesta lógica, a psicologia pós-clássica, não espera do adultocuidador uma redução das exigências externas de forma a que a criança esteja já pronta para lhe responder, espera sim, do adulto cuidador, a capacidade de estabelecer com a criança uma relação de qualidade, dentro da qual, esta aumentará os seus recursos emocionais e cognitivos, para responder às exigências e dificuldades do seu dia-a-dia.

E se quando tudo corre bem esta estruturação que é tão...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Funções executivas
  • Funções executivas
  • Funções executivas
  • Funções de uma secretária executiva
  • Síntese funções executivas
  • Menores infratores e funções executivas
  • Neurofisiologia e funções executivas
  • A O Executiva

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!