Florestan Fernandes - A revolução burguesa no Brasil

Páginas: 10 (2378 palavras) Publicado: 1 de abril de 2014

Resenha: Florestan Fernandes, A Revolução Burguesa no Brasil
Bruno Rossi Lorenzi1


Em “A Revolução Burguesa no Brasil”, Florestan Fernandes descreve a formação da situação de mercado (típica do capitalismo moderno) no Brasil, através de uma análise ao mesmo tempo econômica, política, social e cultural da expansão cafeeira no séc. XIX. Em sua análise, Florestan foca a formação de ummercado capitalista interno, a formação das relações de classes e a persistência das relações patriarcais nas relações de trabalho e com o Estado, mesmo depois da formação de um novo setor dinâmico.
Antes da independência política em relação à Metrópole, a economia brasileira era uma típica economia colonial primário-exportadora. Não produzia para o mercado interno, importava tudo o quenecessitava e dependia da Metrópole para tomar qualquer decisão quanto ao excedente econômico gerado. Com a independência, houve uma internalização das fases de comercialização antes engendrados pela Metrópole e uma autonomização do governo para aplicar o excedente econômico, que agora podiam ser aplicados a novos bens de consumo dos estamentos senhoriais. Com isso houve um aumento da produção agrícola,artesanal e manufatureira destinadas ao mercado interno e a possibilidade de usar o excedente econômico para dinamizar e diferenciar o setor econômico.
Porém, isso não eliminou nossa dependência externa econômica nem a necessidade de exportação e importação, devido ao novo mercado interno ainda ser muito restrito e fraco, tanto econômica quanto politicamente.
Isso gerou uma dualidade na estruturaeconômica e social do Brasil, com um setor dinâmico e caracteristicamente moderno (ligado à produção e exportação do café) e outro, referente a grande maioria do restante da sociedade, ainda arcaico e pré-capitalista. Essa dualidade estrutural significaria uma dependência externa, devido ao setor dinâmico, ligado à exportação, ser refém das alterações e decisões do mercado mundial. Esse modelo deorganização sócio-econômica gerou uma situação de subdesenvolvimento, já que essa forma de organização não era suficiente para modernizar o outro setor arcaico. Ao invés disso, tendia a preservá-lo, mantendo, assim, a heteronomia da nossa estrutura.
Florestan observa que com a internalização dos processos de exportação e importação, os agentes econômicos externos se instalaram no interior danova estrutura dinâmica, transferindo para dentro da nova estrutura firmas e unidades econômicas inteiras (especializados em transações comerciais, bancárias, etc) através de nossas elites, que se davam como uma espécie de “sócio-menor” desses agentes. Isso gerou um aparelhamento que, por um lado organizava nossa economia em relações de dependência com o exterior, mas por outro, possibilitava aemergência de um novo padrão de crescimento interno, diminuindo a nossa distância histórico-social em relação aos países centrais.
Através desse processo, o complexo comercial correspondeu ao primeiro surto verdadeiramente integrado do capitalismo no Brasil. Os fazendeiros de café e os imigrantes exerceram os papéis estratégicos para a formação e desenvolvimento do novo setor dinâmico da sociedade.Ao fazendeiro de café, coube o papel de dissociar a riqueza produzida do status senhorial. Não sem uma grande resistência a essa dissociação, só sendo possível devido à incompatibilidade do novo setor competitivo em desenvolvimento e a antiga ordem estamental. Aos imigrantes coube o papel de, através da prática, legitimar ações econômicas de caráter acumulativas e especulativas (típicas docapitalismo moderno), já que estes eram menos vulneráveis aos valores e morais sociais vigentes, que abominavam a competição e o “espírito burguês”.
O capitalismo comercial e financeiro que se desenvolve nessa época expande o trabalho livre, em número e em diferenciação, e a produção destinada ao consumo interno. Para preencher os espaços vazios gerados por essa situação e transferir uma reserva de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo a revolução burguesa no brasil
  • Revolucao Burguesa no brasil- Florestan
  • A Revolução Burguesa Brasileira pela ótica de Florestan Fernandes
  • Autocracia burguesa
  • Florestan fernandes e a idéia de revolução burguesa no pensamento marxista brasileiro.
  • Florestan Fernandes e a Revolução
  • Revolução Burguesa no Brasil
  • Fichamento florestan fernandes

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!