Fisioterapia

Páginas: 5 (1015 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
ANHANGUERA-UNIDERP

ANATOMIA - I
FISIOTERAPIA





ATPS














GRUPO:

ALUNO: RA:
ALUNO: RA:
ALUNO: RA:
ALUNO: RA:
ALUNO:RA:



OSTEOLOGIA


OSTEOLOGIA: CABEÇA (CRÂNIO E FACE)
Nome do Osso
Classificação
Acidentes Anatômicos deste Osso
Osso Frontal
O osso frontal é um osso largo ou chato, situado para frente e para cima e apresenta duas porções: uma vertical, a escama, e uma horizontal, os tectos das cavidades orbitais e nasais. 
Os acidentes anatômicos importantesdesse osso são: incisura supra – orbital (forame onde passam nervos e vasos supra – orbitais), detalhe que é possível sentirmos essa incisura quando palpamos a região onde ela se encontra. Há ainda a glabela. Internamente, podemos citar outros acidentes importantes como o sulco do seio sagital superior (é uma estrutura venosa intradural), sulco do ramo anterior da artéria meníngea média. Não podemosesquecer, por último, da cristal frontal, que é um ponto de fixação para a foice do cérebro, que é uma especialização da dura-máter que separa parcialmente os dois hemisférios cerebrais.

Osso Parietal
O parietal forma o tecto do crânio. Osso par, chato e apresenta 2 faces, 4 bordas e 4 ângulos.
Os acidentes anatômicos desse osso são borda escamosa, forame parietal, sulco da artéria meningeamédia, linha temporal superior e linha temporal inferior.
Osso Temporal
É um osso par, muito complexo, é importante porque no seu interior encontra-se o aparelho auditivo. Divide-se em 3 partes: Escamosa, Timpânica e Petrosa. 

Parte escamosa (fossa mandibular), parte petrosa (processo mastóideo, canal carótico – abertura externa, fossa jugular, processo estilóide, forame estilo-mastóideo,incisura mastóidea ou digástrica)
Osso Occipital
O osso occipital forma a parte posterior e parte da base do crânio; articula-se anteriormente com os ossos parietais formando a sutura lambdóide. Em sua porção inferior há uma grande abertura, denominada forame magno, que dá passagem à continuação caudal do encéfalo. Observe a protuberância occipital externa, os côndilos do occipital, que se articulamcom a primeira vértebra cervical, denominada atlas e ainda, apresenta uma porção basilar, que se articula com o corpo do osso esfenóide.
Forame magno, côndilo occipital, canal do hipoglosso, protuberância occipital externa.

Osso Esfenoide
É um osso irregular, ímpar e situa-se na base do crânio anteriormente aos temporais e à porção basilar do osso occipital. 
O osso esfenóide é dividido em:corpo (1), asas menores (2), asas maiores (2) e processos pterigóideos (2). 

Corpo (sela turca, seio esfenoidal – em corte), asa menor, asa maior (forame oval, redondo e espinhoso), processo pterigóide (lâmina medial e lateral)

Osso Etmóide
É um osso leve, esponjoso, irregular, ímpar e situa-se na parte anterior do crânio. Apresenta 4 partes: 1 lâmina horizontal (crivosa), 1 lâminaperpendicular e 2 massas laterais (labirintos)
Lâmina crivosa, crista Galli

Maxila
É um osso plano e irregular. Forma quatro cavidades: o tecto da cavidade bucal, o soalho e a parede lateral do nariz, o soalho da órbita e o seio maxilar, Cada osso apresenta um corpo e quatro processos.
Corpo (margem nfra-orbital, forame infra-orbital, espinha nasal anterior, seio maxilar – em corte)

Mandíbula
Éum osso ímpar que contém a arcada dentária inferior. Consiste de uma porção horizontal, o corpo, e duas porções perpendiculares, os ramos, que se unem ao corpo em um ângulo quase reto.
Os acidentes anatômicos importantes desse osso são: mandíbula composta pelo processo condilar (constituído pela cabeça da mandíbula e pelo colo da mandíbula, detalhe que é a cabeça da mandíbula que se articula...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fisioterapia
  • Fisioterapia
  • Fisioterapia
  • Fisioterapia
  • Fisioterapia
  • Fisioterapia
  • fisioterapia
  • Fisioterapia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!