Filosofia

3594 palavras 15 páginas
1. SENSO COMUM

As certezas abaixo se encontram presentes no nosso dia-a-dia e expressam o que chamamos de senso comum.

• Como duvidar que o sol fosse menor do que a Terra se, todo dia, vemos um pequeno círculo de cor vermelha percorrendo o céu?

• Cada espécie de animal não surgiu tal como o conhecemos? Como imaginar um peixe tornar-se réptil ou um pássaro? A Bíblia não nos ensina que Deus criou em um único dia todos os animais?

O senso comum ou saber espontâneo é uma forma primitiva de saber, que é partilhada através de geração em geração. Ele nasce de conclusões sem nenhuma análise, por isso é empírico por observação. Inclui conhecimentos práticos como saber cozinhar um ovo, o chamado saber-fazer. Também há os conhecimentos não práticos, que em Filosofia são os conhecimentos proposicionais, como saber que já se pode votar a partir dos 16 anos de idade, mas que o voto só é obrigatório a partir dos 18.

Por outro lado, o senso comum inclui também superstições, sem qualquer justificação “racional”, como por exemplo, acreditar que quando um gato preto passa na sua frente traz má sorte. E crenças não supersticiosas sobre os mais diversos aspectos da vida: convicções morais, políticas, sociais, etc., como por exemplo, acreditar que se deve pagar as dívidas.

Um antropólogo chamado Evans-Pritchard estudou profundamente a crença de um grupo africano na feitiçaria. Assim ele descreve uma situação do cotidiano deste grupo:

“A princípio achei estranho viver entre os Azande e ouvir suas ingênuas explicações de infortúnios que, para nós, têm causas evidentes. Depois de certo tempo aprendi a lógica do seu pensamento e passei a aplicar noções de feitiçaria de forma tão espontânea quanto eles mesmos, nas situações em que o conceito era relevante. Um menino bateu o pé num pequeno toco de madeira que estava no seu caminho – coisa que acontece frequentemente na África – e a ferida doía e incomodava. O corte era no dedão e era impossível mantê-lo limpo. Inflamou.

Relacionados

  • A filosofia e as filosofias
    516 palavras | 3 páginas
  • filosofia
    19584 palavras | 79 páginas
  • Filosofia
    2711 palavras | 11 páginas
  • Filosofia
    2124 palavras | 9 páginas
  • filosofia
    2929 palavras | 12 páginas
  • filosofia
    1663 palavras | 7 páginas
  • FIlosofia
    5313 palavras | 22 páginas
  • Filosofia
    2400 palavras | 10 páginas
  • Filosofia
    1702 palavras | 7 páginas
  • Filosofia
    1174 palavras | 5 páginas