Filosofia Política: Resumo do Livro

Páginas: 13 (3161 palavras) Publicado: 29 de outubro de 2013
Filosofia Política: Resumo de Livro
GENEALOGIA

A Antigüidade clássica caracterizou-se pelo uso intensivo da palavra, em que se combatia a doxa e enaltecia-se a verdade e a justiça. Os filósofos, tais como Platão e Aristóteles, davam atenção especial à Cidade, ponto de convergência das atividades humanas. Na forma de governo platônico, o filósofos ocupam lugar de destaque: são os timoneiros donavio, os pastores conduzindo o rebanho, os médicos aconselhando os doentes.


A Idade Média caracterizou-se pela predominância da Divindade na ordenação da coisas terrenas: primeiro os clérigos; depois os reis. Essas ordenações foram, inicialmente, extraídas do pensamento de Santo Agostinho que, em A Cidade de Deus, dá-nos a impressão que somente os padres seriam capazes de interpretar avontade divina acerca da boa administração terrena. Posteriormente vieram os reis, imbuídos de poder divino, tendo como princípio fundamental a citação de Paulo: Non est potestas, nisi a deo, que se traduz por "Todo o poder vem de Deus".


O Século XVI-XVIII baseou-se na defesa do direito natural e da vontade geral. Este período começa com as divergências de Lutero e Calvino com relação aos ditamesdo Clero Romano. No âmbito da filosofia política, destacam-se os contributos de Hobbes, Espinosa, Locke, Montesquieu e, principalmente, os de J. J. Rousseau, no seu Contrato Social. Para Rousseau, a vontade geral supõe que cada um (e não grupos, facções, partidos) se dê inteiramente, no ato de formação do povo pelo qual a vontade geral se engendra, e cuja soberania exprime a legitimidade.


Adicotomia entre a razão e as violências da história fundamenta o Século XIX. Há necessidade de se reformular os conceitos de súdito, cidadão, Estado, Nação etc. Diversos filósofos dão a sua contribuição. Entre eles, Hegel nos diz que o Estado não pode ser fruto de um contrato, mas muito mais atitudes de educação do cidadão. O positivismo de Comte, ao elaborar um coexistência pacífica entre a ordemdos conservadores e o progresso dos revolucionários, empresta à filosofia argumentos para se encaminhar a questão social, elaborada mais tarde por Marx, Saint-Simon e Fourier.


O Século XX forjou-se na usurpação do político. Assistimos ao surgimento dos Estados totalitários, em que um único partido monopolizava as vontades dos indivíduos, indivíduos estes submetidos ao mass midia. É precisoque os filósofos políticos revisitem os temas interesse geral, como é caso da ação, do político e da prudência. Reportando-se à prudência, vê-se que o termo conota uma atitude negativa, ou seja, a precaução das pessoas ante a missão de governar, e outra positiva, ou seja, adquira coragem e vá à luta.


Embora, nesta trajetória histórica, a filosofia política vê-se à frente de diversos problemas,o objetivo central da ação política continua o mesmo: obtenção do bem-comum pelo uso racional da justiça.


Fonte de Consulta


RUBY, Christian. Introdução à Filosofia Política. Tradução de Maria Leonor F. R. Loureiro. São Paulo: Unesp, 1998.

FILOSOFIA POLÍTICA


O mundo da antigüidade clássica grega era regido pela filosofia que, pela autoridade alcançada, dispunha de váriosargumentos sobre o logos, o cosmo, a vida, a justiça, o sumo bem etc. Que importância davam à filosofia política? Vejamos alguns de seus enfoques.


A palavra, entre os filósofos gregos, assume papel determinante. Ela enuncia um projeto, critica, denuncia alguém, reforça a autoridade, suscita boatos ou favorece manipulações. A palavra constitui um verdadeiro logos, ou seja, a capacidade de expressarcom exatidão a verdade e a justiça. Nesse sentido, combatiam a doxa (opinião) e a retórica, sempre que se usava a palavra para persuadir e enganar os ignorantes. A palavra política deve situar-se na conjunção da doxa e da verdade. Em política, doxa em excesso mata a Cidade, mas uma verdade isolada separa radicalmente os cidadãos entre si, e o dirigente do povo.


Para os gregos da antigüidade,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo cap 4 livro Manual da Filosofia Politica
  • filosofia resumo do livro introdução a filosofia
  • resumo do livro introdução a filosofia
  • Resumo do livro o que é filosofia
  • Resumo do livro "O que é Filosofia?"
  • Resumo do Livro de Filosofia
  • resumo livro A Politica de Aristoteles
  • Resumo do livro pobreza política

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!