Filosofia- matéria de 11º ano

Páginas: 42 (10331 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2012
III. Racionalidade Argumentativa e Filosofia



1. Argumentação e lógica formal

1.1. Distinção validade/verdade

A lógica permite avaliar se as afirmações são ou não corretamente inferidas, distinguindo os argumentos validos dos inválidos e identificar as regras que permitem afirmar se são ou não validos. A lógica, ajuda-nos a aprender a construir e a avaliar argumentos validos,garantindo deste modo que partindo de premissas verdadeiras consegue-se chegar a uma conclusão verdadeira. Ou seja, a lógica investiga as regras de coerência dos raciocínios e permite a formalização do pensamento, independentemente dos seus possíveis conteúdos materiais. Dentro da lógica existe também a lógica formal, que é uma ciência que estuda as leis que permitem estruturar corretamente o nossopensamento através da explicitação das propriedades dos argumentos válidos.
Um conceito é uma representação lógica abstrata que designa na mente, um conjunto ou uma classe de objetos.
Um termo é a expressão verbal do conceito, sendo os conceitos representações mentais abstratas dos termos.
Um juízo é a ligação mental de um ou mais conceitos. Desta forma, exprime-se por uma proposição, ou seja,uma expressão verbal, oral ou escrita do juízo.
O raciocínio é o encadeamento de juízos em que a verdade de um depende da verdade e da sua ligação com os outros. No entanto, o raciocínio exprime-se por argumentos, os quais constituem discursos de três diferenciados tipo: dedutivo, indutivo e analógico. Por exemplo, o raciocínio analógico parte, então, de uma suposição inicial, que pode ser umpressentimento, uma ideia, uma hipótese, para uma similaridade de estrutura, enquanto que o indutivo, parte de um certo numero de casos estudados e induz que o que se verificou nos casos analisados também se verificará em todos os casos do mesmo género. Finalmente, o raciocínio dedutivo é uma operação intelectual mediante a qual o pensamento, a partir de uma ou mais proposições dadas (premissas) erelacionadas entre si, retira uma conclusão que deriva logicamente das primeiras.
A extensão e compreensão dos conceitos
Extensão (denotação) de um conceito – é o conjunto de seres, coisas, membros que são abrangidos por ele, ou seja, são os elementos da classe lógica que é definida pelo conceito.
Ex: o conceito “ovo” abrange e estende-se a vários seres, pardais, melros, pintainhos, águias,falcões, andorinhas, periquitos.
Compreensão (intensão) de um conceito – é o conjunto de qualidades, propriedades, notas, características ou atributos que definem esse conceito.
Ex: o conceito de “cavalo” contém as seguintes características: ser, animais vertebrados, mamíferos, não racionais.
A Compreensão e a extensão variam na razão inversa ou seja, à medida que aumenta a extensão, diminui acompreensão. Á medida que a extensão diminui, aumenta a compreensão. Por outras palavras, quanto maior é o numero de elementos a que o conceito se aplica (extensão), menor é a quantidade de características comuns (compreensão).
Estes conceitos estão dispostos por ordem decrescente quanto á extensão e por ordem crescente quanto à compreensão.





|〉 |Ser|Extensão |
|  |Ser vivo |  |
|Compreensão |Animal |∫ |
| |Vertebrado | |
||Mamífero | |
| |Cão | |


Ordem decrescente de extensão     « -»    Ordem crescente da compreensão

Assim sendo:
Crescente de extensão: + específico para o – específico
Decrescente de extensão: - específico para o +...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Filosofia 11º ano
  • Filosofia
  • Filosofia 11º ano resumo
  • Filosofia 11º ano
  • Resumo matéria história 11º ano
  • Matéria 10º exame nacional filosofia 11º
  • Resumo do 3º Capítulo de Filosofia 11º ano
  • Filosofia 11º ano –Ciência, Kuhn e Popper

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!