filme

Páginas: 2 (284 palavras) Publicado: 22 de outubro de 2014
Ramón Sampedro viajou por todo o mundo como marinheiro. Conhecia o mar como ninguém, mas um dia a sorte atraiçoou-o. Num mergulho igual a tantos outros,bateu com a cabeça num fundode areia, ficando tetraplégico.
Fica nesta situação 28 anos, 28 anos de cama sem conseguir mexer nada abaixo do pescoço, 28 anosde luta contra o que acreditava ser o seu direito, ter uma mortedigna.
Mar Adentro conta-nos muito mais do que a “simples” história de um homemtetraplégico, fala-nos do desespero deste homem que sente que já viveu tempo demais e não quer ser um peso durante o restoda sua vida para a sua família. Os familiaresnão compreendem a vontade de Ramón porque o amam e não o querem perder.
O filme conta-nos como duas mulheres entram na vida de Ramón, uma é a advogadaqueapoia a sua causa, e outra tenta a todo o custo fazer crer a Ramón que vale a pena viver. No entanto, Ramón não procura alguém que o ame para o prender àvida, procura alguém que o ame a ponto de oajudar a morrer.
Tudo isto é misturado num cocktail de emoções fortes, que nos levam a ponderar até que ponto umapessoa tem ou não direito a decidir acerca da sua vida? Porque é que este homem nãopode morrer, se é essa a sua vontade?
Porque é que a lei já permite quese mande na vida de outro ser, através da legalização da interrupção voluntária da gravidez, e não permite que uma pessoa,imensamente limitada como Ramón,dependente de cuidados alheios, possa decidir que quer morrer? A eutanásia é um tema controverso que continuará, certamente, a suscitar muita discussão
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • filme
  • Filme
  • filme
  • Filme eu tu eles
  • filme
  • filme
  • Filme
  • Filme

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!