Fichamento livro pedagogia do oprimido

Páginas: 13 (3122 palavras) Publicado: 5 de junho de 2015
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
1. JUSTIFICATIVA DA “PEDAGOGIA DO OPRIMIDO”
O presente tema abordado tem como objetivo evidenciar a humanização e desumanização do homem, enquanto sujeito histórico-social “A desumanização, que não se verifica apenas nos que têm sua humanidade roubada, más também ainda que de forma diferente, nos que a roubam, é distorção da vocação do ser mais. Édistorção possível na história, más não vocação histórica. Na verdade, se admitíssemos que a desumanização é vocação histórica dos homens...A luta pela humanização, pelo trabalho livre, pela desalienação...não teria significação. Esta somente é possível porque a desumanização, mesmo que um fato concreto na história não é destino dado, más resultado de uma ordem injusta”.1
1.1 A CONTRADIÇÃOOPRESSORES-OPRIMIDOS SUA SUPERAÇÃO
Como distorção do ser mais, o ser menos leva os oprimidos, cedo ou tarde, a lutar contra quem os fez menos. E esta luta somente tem sentido quando os oprimidos, ao buscarem recuperar humanidade, que é uma forma de criá-la, não se sentem idealisticamente opressores, nem se tornam, de fato, opressores dos opressores, mas restauradores da humanidade em ambos. E aí está agrande tarefa humanista e histórica dos oprimidos – libertar-se a si e aos opressores. Estes que oprimem, exploram e violentam, em razão de seu poder, não podem ter, neste poder, a força de libertação dos oprimidos nem de si mesmos. Só o poder que nasça da debilidade dos oprimidos, será suficiente suficientemente forte para libertar ambos.2
1. Pedagogia do Oprimido 2005 p. 32
2. Pedagogia do Oprimido2005 p. 33
Diante do olhar social existe uma contradição quando se fala que o poderoso opressor não tem poder para se libertar, e somente este poder pode existir á partir da indignação do oprimido diante de sua condição desumanizada. Em todo o momento é necessário que o oprimido lute, tanto para se desvencilhar da opressão, como luta consigo mesmo, evitando que ao liberta-se, venha torna-seopressor de seus opressores.
1.2 A SITUAÇÃO CONCRETA DE OPRESSÃO E OS OPRESSORES
Mas o que ocorre, ainda quando a superação da contradição se faça em termos autênticos, como a instalação de uma nova situação concreta, é que os opressores de ontem não se reconhecem em libertação. Pelo contrário vão sentir-se como se estivessem sendo oprimidos. É que para eles, “formados” na experiência de opressores, tudoo que não seja o seu direito antigo de oprimir significa opressão a eles.3
Os oprimidos, como objetos, como quase “coisas”, não têm finalidades. As suas, são as finalidades que lhes prescrevem os opressores.4
Dizer-se comprometido com a libertação e não ser capaz de comungar com o povo, a quem continua considerando absolutamente ignorante, é um doloroso equívoco.5
1.3 A SITUAÇÃO CONCRETA DEOPRESSÃO E OS OPRIMIDOS
Na “imersão” em que se encontram, não podem os oprimidos divisar, claramente, a “ordem” que serve aos opressores que, de certa forma, “vivem” neles. “Ordem” que, frustrando-os no seu atuar, muitas vezes os leva a exercer um tipo de violência horizontal com que agridem os próprios companheiros. Ao agredirem seus companheiros oprimidos estarão agredindo neles,
3. iiPedagogia doOprimido 2005 p. 49
4. Pedagogia do Oprimido 2005 p. 53
5. Pedagogia do Oprimido 2005 p. 54
indiretamente, o opressor também “hospedado” neles e nos outros. Agridem, como opressores, o opressor nos oprimidos.6
Até o momento em que os oprimidos não tomem consciência das razões de seu estado de opressão “aceitam” fatalistamente a sua exploração. Mais ainda, provavelmente assumam posições passivas,alheadas, com relação à necessidade de sua própria luta pela conquista da liberdade e de sua afirmação no mundo. Nisto reside sua “conivência” com o regime opressor.
1.4 NINGUÉM LIBERTA NINGUÉM, NINGUÉM SE LIBERTA SOZINHO: OS HOMENS SE LIBERTAM EM COMUNHÃO
Somente quando os oprimidos descobrem, nitidamente, o opressor, e se engajam na luta organizada por sua libertação, começam a crer em si...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • resumo do livro pedagogia do oprimido
  • Resumo do livro pedagogia do oprimido
  • Resumo do livro pedagogia do oprimido
  • Resenha do livro pedagogia do oprimido
  • Fichamento Pedagogia do Oprimido
  • Livro "Pedagogia do Oprimido"
  • resumo do livro pedagogia do oprimido
  • resumo do livro pedagogia do oprimido

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!