Fichamento do livro O Cidadão de Papel

Páginas: 10 (2312 palavras) Publicado: 24 de maio de 2014
LIVRO “O CIDADÃO DE PAPEL”
O cidadão de papel

A infância, a adolescência e os
Direitos Humanos no Brasil

Turma: N08

DIMENSTEIN, Gilberto. O cidadão de papel. Editora Ática: São Paulo, 1988.
 Em primeiro lugar, o assunto que foi tratado foi a cidadania e que está palavra não
é não é realmente empregada na prática. Isso porque, no Brasil, existe uma cidade
aparente, eis neste início,a explicação do título dado ao livro “cidadão de papel”,
vez que os direitos dos brasileiros continuam somente redigidos no papel, na nossa
constituição, mas na prática, ahh na prática as coisas são muito diferentes, desiguais
e injustas. Hoje, cidadania, “...hoje significa, em essência, o direito de viver
decentemente.” (fl. 07)
 No prefácio, o autor fala de que como surgiu a ideia deescrever a presente obra e
que é importante saber o que leva um jovem a praticar crimes; se isso é mesmo
somente coisa de menino de rua; e o porquê existem meninos de rua; e o fato de a
violência hoje estar se tornando uma coisa tão rotineira que as pessoas se tornaram
alheias a tais fatos.
 O escritor por meio de exemplos, depoimentos e histórias que presenciou tenta
contar todos os óbices àefetivação da cidadania. Umas das perguntas centrais do
texto que me chamou atenção e ele irá durante todo o desenrolar do texto respondela: “Existe algo de comum entre você e o menino de rua?” (fl. 05)
 Outra coisa que me chamou atenção é que em várias passagens do texto, a figura da
mãe foi tida como fato decisivo para coisas como: meninos de rua se sentem mais
protegidos e menos vulneráveisquando ao lado da mãe; quanto mais instrução e
estudo esta possua mais chances os filhos têm de crescerem sem problemas de
nutrição, que estudem, tenham um melhor futuro pela frente; se a genitora for
instruída e fizer pré-natal durante gravidez, diminuirá o número de mortalidade
infantil.
 Foi mostrado de forma resumida a evolução e conquista dos direitos fundamentais
como o da liberdadeno decorrer do tempo pelo mundo. E que o primeiro passo para
aperfeiçoar o direito das crianças foi dado com a chamada “Declaração de dez
pontos”, consagrando direitos como o de alimentação moradia, nome, educação e
entre tais direitos já são perceptíveis os princípios da proteção especial, do
atendimento integral, da prioridade das crianças e adolescentes.
 Um dos temas mais martelados foio da violência contra as pessoas, esse problema
é muito alarmante, hoje, principalmente, no Brasil. Como foi dito no livro está
havendo um extermínio de pessoas, e o pior, não só os “bandidos” estão morrendo,
pelo contrário, pessoas de bem, que trabalham e estudam, inocentes sedo mortos
por policiais, pistoleiros, isso tudo é um absurdo. A vida das pessoas hoje tem um
preço e este épraticamente ínfimo, atualmente, por qualquer coisa ou sem motivos
algum as pessoas são mortas.
 Outra coisa que o livro trouxe que me chocou e percebi que nunca havia parado para
pensar nisso, antigamente, as crianças tinham medo do bicho-papão, dos monstros,
das mulas-sem-cabeça (lendas brasileiras) e, agora, o medo desses personagens se
transformou em medo de pessoas reais. “Em uma pesquisaconduzida em cinco
colégios de classe média do Rio de Janeiro, a psicóloga Lenise Maria Duarte
Lacerda identificou uma nova e espantosa lista de fobias. Assalto, violência,
sequestro e pivetes foram as preocupações mais citadas pelos seus entrevistados de











sete a onze anos de idade.” “ ‘O medo é a principal doença infantil hoje’, afirma
José Henrique Goulart da Graça,pediatra do Hospital Miguel”(fl. 10). E isto, me
fez lembrar que eu, quando criança, sempre tive e ainda tenho como um dos meus
maiores medos: ser assaltada ou roubada, enfim, de ser abordada por algum ladrão,
bandido.
No discorrer do texto, vão sendo descritos casos e dados que mostram
assombrosamente a tamanha violência que acerca o nosso país. E que as pessoas
que são supostamente as...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fichamento do livro cidadão de papel 23º edição
  • Fichamento cidadão de papel
  • Livro cidadão de papel
  • Fichamento o cidadão de papel
  • Resenha do livro o cidadão de papel
  • Resenha do livro "O cidadão de papel"
  • Resumo do livro cidadão de papel
  • O cidadão de papel

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!