Ficha bibliográfica do capítulo i, da obra: ditadura e serviço social: uma análise do brasil pós 1964, de josé paulo netto.

Páginas: 24 (5772 palavras) Publicado: 5 de abril de 2013
FICHA BIBLIOGRÁFICA:

APRESENTAÇÃO:

A obra “Ditadura e Serviço Social- Uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64”, é um texto do autor José Paulo Netto (1947), sendo a segunda parte de sua tese de doutorado. O aprofundamento do tema tem como finalidade clarear e contribuir para o esclarecimento do processo de renovação experimentado pelo Serviço Social nos anos 1960 e 1980, no grau desuas formulações a que convencionalmente se designava de “teorização”.
Adotando uma perspectiva crítica inspirada na teoria social de Marx; Netto tenta contrair o processo de renovação no entrecruzamento de duas dinâmicas: 1) da dinâmica abrangente dos processos socioinstitucionais postas ao Serviço Social e 2) da dinâmica interna à realidade da profissão. Sendo que ainda considera essas duasdinâmicas como um processo único – distinguido pelos ritmos oportunos da ordem societária e do acumulo profissional, obtido pelo movimento totalizante da formação social brasileira sob o regime autocrático burguês. “A renovação aparece aqui, pois, como uma resposta construída pelos assistentes sociais na rede de relações que se entretecem na interação profissionalizante/ sociedade.” (NETTO, 2010, p.08).


CAPÍTULO 1: A AUTOCRACIA BURGUESA E O “MUNDO DA CULTURA”.

Os três lustros que definiram no Brasil a oportunidade do poder absoluto da burguesia- formando, na construção do seu desdobramento, um regime político ditatorial e terrorista- marcaram para o conjunto total da sociedade brasileira, uma profunda curvatura: declararam uma nova tendência de desenvolvimento econômico, social epolítico que deram molde a um novo país.
Ao extremo do período ditatorial, nenhum dos enormes problemas, principalmente os decisivos problemas estruturais estavam resolvidos – Florestan Fernandes chamou de “descolonização incompleta’. O que aconteceu foi o contrário: andavam totalmente opostos, aprofundados e múltiplos, ganhando importância mais extensa e comovente. A burguesia, porém, não atuou comuma reprodução “simples”, mas efetuou uma reprodução “ampliada”. – e aqui a sua inovação: a calamidade nacional em que se sintetiza a conseqüência da ditadura para a massa do povo brasileiro esquematizou uma sociedade de características muito distintas das viventes naquela em que prevaleceu o golpe de abril.
O procedimento da globalização que acabou por dar formato e importância a este “novo país”ainda não estava absolutamente ilustrado, embora fossem inúmeras as análises setoriais incidentes sobre ele. Sendo este processo global e initário- uma unidade de diferenças, conflitos e antagonismos. Nele se entrosam e chocam vetores econômicos, sociais, políticos e geopolíticos, culturais e ideológicos que configuram uma definição dominante proveniente da imposição, por estruturasessencialmente coercitivos, de uma tática de classe (aplicando uniões e desacordos).


1.1. A SIGNIFICAÇÃO DO GOLPE DE ABRIL.

Os analistas da ditadura brasileira sempre apontam a sua emergência num contexto que compunha as fronteiras do país, historiando uma mistura internacional com um ciclo de golpes de Estado, sendo estes ainda palpites de um processo que instaurava a divisão internacionalcapitalista do trabalho, os centros imperialistas, sob o predomínio norte-americano, especialmente nos anos sessenta onde patrocinavam uma contra-revolução preventiva em âmbito mundial; principalmente no “Terceiro Mundo”, onde ampliava movimentos de libertação nacional e social.
A contra-revolução preventiva tinha uma tripla finalidade, objetivos particulares e vinculados, ajustando modelos dedesenvolvimentos nacionais e de países ao novo quadro do inter- relacionamento econômico capitalista, num contexto de ampla internacionalização do capital; golpear e imobilizar os atores principais sociopolíticos harmonizados a lutar contra a esta reinserção mais dependente no sistema capitalista; e finalmente, dinamizar em todos os detalhes e aspectos as convergências que podiam ser catalisadas contra...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!