Ferrovias brasileiras

Páginas: 5 (1056 palavras) Publicado: 3 de novembro de 2013
Escola:













A História Das Ferrovias Brasileiras.














Nome:

Série:

Disciplina: História.

Professora:

Santa Rosa, 04 de novembro, de 2013.



Introdução.

Com o desenvolvimento das ferrovias pelo mundo, o Império incentiva a construção de linhas férreas em terras brasileiras. Assim, as ferrovias começam a transportar produtosagrícolas, principalmente o café. Atualmente muitas delas foram vendidas, alteradas ou extintas.




































Estrada de Ferro Mauá
Construída por Irineu Evangelista de Souza, a Estrada de Ferro Mauá foi a primeira ferrovia do Brasil. Partia da praia Mauá, no fundo da Baía da Guanabara, até Fragoso. Foi inaugurada em 30 de abril de 1854por Dom Pedro II que, no ato, deu a Irineu o título de Barão de Mauá. A Baroneza, locomotiva pioneira, está conservada e exposta no Museu de Engenho de Dentro, RJ.
A ferrovia prosseguia para Petrópolis e um pouco além. Depois foi comprada pela Estrada de Ferro Leopoldina. Entre os anos de 1964 e 1984, foram abandonados os trechos Mauá / Piabetá. Em 2010, assumimos a operação no trecho pelo ramalGuapimirim.










Estrada de Ferro Dom Pedro II
Construída por Cristiano Benedito Otoni, a Estrada de Ferro Dom Pedro II objetivava ligar RJ a MG e SP. A 1ª sessão bitola 1,60m – Central a Queimados, com 48,3km - foi inaugurado em 29 março de 1858. Em seguida, chegou a Japeri e Paracambi, e hoje operado pela SuperVia. Continuando, chegou a Barra do Piraí, onde bifurcou paraBarbacena (MG) e Cachoeira Paulista (SP), construindo ramal Deodoro/Santa Cruz – 32,7 km em 2 de dezembro de 1878, hoje também operado pela SuperVia.

Estrada de Ferro do Corcovado
Construída por Pereira Passos e Teixeira Soares, foi inaugurada em 1 de julho de 1885 com 3,8 km de extensão, e é utilizada para o turismo. Em 28 de maio de 1910, a Light fez a primeira eletrificação do Brasil. Hojepertence à União, sob concessão particular.







Estrada de Ferro Rio D’ Ouro
Construída para o assentamento de tubulação para água no Rio de Janeiro, foi inaugurada em 15 de janeiro de 1883, passou para EFCB em 1903, quando foram e acrescidos ramais. Hoje, o Metrô-linha 2 utiliza parte do seu antigo leito até Pavuna.








Estrada de Ferro do Norte
Construída por Plínio deOliveira para ligar o Rio de Janeiro até a Estrada Ferroviária Mauá, em Piabetá. Foi inaugurada em 23 de outubro de 1886. Hoje é operada pela SuperVia.








Estrada de Ferro Oeste de Minas
É uma ferrovia com 12 km de extensão entre São João Del-Rei e Tiradentes, em Minas Gerais. É tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1989.
Linha Auxiliar
Construídapor Paulo de Frontin, foi inaugurada em 29 de março de 1898. Com 165,9 km de extensão no trecho Mangueira/Paraíba do Sul, passou para Estrada de Ferro Central do Brasil em 1903 e, hoje, é parcialmente operada pela SuperVia Central/Belford Roxo e MRS Logística. A Associação Fluminense de Preservação Ferroviária trabalha para reativação da estrada Governador Portela/Avelar, com 25,8km de extensãopara fins turísticos.

Estrada de Ferro Leopoldina
Inicialmente mineira, a empresa comprou várias ferrovias a partir de 1890, falindo em 1898 e sendo comprada pela The Leopoldina Railway com capital de Londres. Em 1950, foi retomado o nome de Estrada de Ferro Leopoldina e formada a linha Barão de Mauá, ligando o Rio de Janeiro a Vitória (ES). Com 638 km de extensão, hoje é operada pela FerroviaCentro Atlântica (FCA) e também forma o ramal Campos/Recreio usado apenas para locomotivas em reparo.O ramal Visconde de Itaboraí/Niterói, com 32 km de extensão, é operado pela Central – cerca de metade das suas linhas foram extintas.
Ferrovias atuais
A rede ferroviária federal foi criada em 30 de setembro de 1957, aglutinando 18 ferrovias, incluindo a Estrada de Ferro Central do Brasil, a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ferrovias brasileiras
  • Ferrovias brasileiras
  • A eletrificação nas ferrovias brasileiras
  • História da ferrovia brasileira
  • Concessão das Ferrovias brasileiras
  • panorama das ferrovias brasileiras pós-privatização
  • A estratégia brasileira de privilegiar as rodovias ao invés da ferrovia
  • Ferrovia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!