FERNADO PESSOA

Páginas: 7 (1683 palavras) Publicado: 13 de outubro de 2014
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RGS
FACULDADE DE LETRAS

ANÁLISE DO POEMA “AUTOPSICOGRAFIA”
DE FERNANDO PESSOA
Sob enfoque da teoria de Roman Jakóbson

Disciplina: - Teorias Contemporâneas da Literatura
CODICRED 12.269-04
Professora: SISSA JACOBY

Aluno: KLEBER DE OLIVEIRA BOELTER
1º semestre de 2007

1-Objetivo
O presente trabalho tem por objetivo analisar um poema tomandopor base
os conceitos de Teoria da Literatura propostos por Roman Jakóbson, em especial
os aspectos de paralelismo dos vários estratos do texto poético.
Conforme definição da orientadora, primeiramente faremos uma análise
sobre as possibilidades semânticas suscitadas pelo texto e, a seguir, destacaremos
os aspectos de paralelismo mais importantes.
2-Poema escolhido

Autopsicografia
FernandoPessoa

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

3-Análise semântica
3.1-Investigação dos elementos semânticosprincipais e suas
possibilidades temáticas

-2-

Figuras / elementos
Autopsicografia

Temas
O eu poético como modelo, como objeto de estudo de
uma teoria (no caso, uma teoria mesmo da poesia)

Dor
Dor sentida

A dor real (a dor perfeita de Platão)

Dor fingida

A imitação, a representação poética, a mimese de Aristóteles

Dor lida

A interpretação do leitor da dor do poeta

Dornão sentida (a do leitor) A tradução da dor do poeta na (não) dor do leitor
Fingimento

A representação artística, a linguagem poética (ou
linguagem literária), a codificação

Calhas de roda

A vida real, útil, necessária, pré-determinada, inescapável

Girar

Seguir um caminho (tortuoso, repetitivo), viver, estar
preso a um círculo (destino, rotina, vida)

Entreter

Atenuar a dor,amenizar, divertir, emocionar, desviar

Razão

O real, concreto, racional, útil, a vida regrada, rotineira

Comboio de corda

Brinquedo, divertimento, emoção, afeto, despreocupação,
sentimento, ludicidade, coração

Coração

O sentimento, ludicidade, sonho, afetividade,
interpretação, fuga do real, criatividade

3.2-Interpretação
-Os vários planos de significação

O poemaAutopsicografia, de Fernando Pessoa, apresenta uma rica
possibilidade de interpretação e se encaixa, sobremaneira, no estudo do tema
Teoria da Literatura. Ao abordar o processo da criação poética, o texto especula
sobre os vários planos de significante e significado, enaltecendo a característica de
linguagem cifrada que é, para alguns autores, a definição mesmo de literatura (ou
de linguagemliterária ou poética).
No poema de Pessoa, esses planos se sucedem num sentido de expansão do
mais particular (a dor específica do poeta) para o mais genérico ou universal (a
própria vida, em sua relação entre razão e coração). Na primeira estrofe, Pessoa
estabelece os dois planos iniciais, o da dor que o poeta “deveras sente” e o da dor
que ele finge. O primeiro é o plano do real, do factual, aqueleque existe ou ocorre
independente da vontade. O segundo plano é o da representação, da narração do
fato, de sua transformação em linguagem, em obra poética. Nessa estrofe, à

-3-

semelhança com o que Borges faz com tanta freqüência1, Pessoa compara a
transfiguração poética ao fingimento, à falsificação, deixando implícito que a
linguagem poética não tem compromisso com a verdade ou com arealidade, mas
apenas (conforme enaltece Jakobson na sua Teoria da Comunicação) com a
própria poesia. Ou seja, há um compromisso não factual, mas antes de tudo
estético e figurativo.
Na segunda estrofe, Pessoa repete a mesma relação dicotômica entre fato e
interpretação, mas agora num plano além do da produção poética. Ele explora o
plano do leitor, daquele que entra em contato não com...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • fernado pessoa
  • Fernado Pessoa e Lusiadas
  • Fernado Pessoa hortónimo
  • Fernado pessoa
  • Fernado
  • PESSOAS
  • Pessoa e o EU
  • pessoas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!