Fatores de prevenção

Páginas: 54 (13310 palavras) Publicado: 11 de junho de 2012
Riscos devido à
substâncias químicas
AUTOR
Nilton Benedito Branco Freitas
Engenheiro de Segurança do Trabalho e Mestre em Saúde Pública.
Assessor do Sindicato dos Químicos do ABC e da
Confederação Nacional dos Químicos da CUT. Consultor do INST/CUT.
COLABORAÇÃO
Arline Sydnéia Abel Arcuri
Doutora em Físico-Química e pesquisadora da Fundacentro
na área de higiene do trabalho e prevenção
daexposição ocupacional a agentes químicos.

Riscos devido à substâncias químicas

Índice
INTRODUÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .5

O QUE AS SUBSTÂNCIAS
QUÍMICAS PODEM CAUSAR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .6

FATORES AMBIENTAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .8

FATORESEXTRÍNSECOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11

FATORES INTRÍNSECOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11

FATORES RELACIONADOS COM A EMPRESA . . . . . . . . . . . . . . . .12

COMO CONTROLAR
O RISCO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .15

ROTEIRO DE INSPEÇÃO
SOBRE O USOSEGURO DE SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS
NOS AMBIENTES DE TRABALHO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .20

PROVIDÊNCIAS APÓS A INSPEÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .36

BIBLIOGRAFIA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .37

-4 -

INTRODUÇÃO

cias consideradas úteis para uma determinada
atividade e que se descartadas de formanão
apropriada podem provocar graves danos
ambientais ou à saúde. O detergente caseiro é
um exemplo. É muito útil para a lavagem de
roupas e na cozinha, porém, se descartado de
forma descontrolada nos rios, pode provocar a
mortandade de peixes. Outro exemplo são as
pilhas que usamos em nossos radinhos e
outros aparelhos portáteis. São muito úteis para
que estes aparelhos funcionem, mas quandodescartadas no lixo comum, podem provocar
sérias contaminações ambientais, devido aos
metais tóxicos usados na sua fabricação.
Estes exemplos nos mostram que o dano
que uma substância química pode provocar
vai depender de uma série de fatores. A simples presença da substância não representa
um risco para nós. A substância em si é um
fator de risco e não necessariamente, um
risco. O risco que ela podevir a apresentar vai
depender de existirem outras condições. Por
isso é que entendemos como risco a possibilidade de uma substância vir a provocar um
dano. Por exemplo: se em
vez de jogarmos as pilhas
usadas no lixo comum, nós
as enviarmos para o fabricante para que ele reaproveite os metais, não deveria
haver risco de contaminação
do meio ambiente. Mesmo
jogando no lixo comum, se
este lixo forparar em um
lixão ao céu aberto, em que
as pilhas vão ficar expostas
ao sol e a chuva, o risco de
contaminação é maior do que
se ela for levada para um
depósito de lixo industrial,
onde o solo é impermeabilizado e a água da chuva
não penetra.

Esta publicação procura apresentar aos trabalhadores que utilizam substâncias químicas,
os efeitos que elas podem provocar, se utilizadas sem segurança, e comoverificar se no seu
ambiente de trabalho estão sendo tomadas
medidas para evitar o aparecimento dos danos
que elas podem produzir.
Existem mais de 23 milhões de substâncias
químicas conhecidas, das quais cerca de 200
mil são usadas mundialmente. Estas substâncias são principalmente encontradas como misturas em produtos comerciais. Existem cerca
de 1 a 2 milhões de produtos comerciais. Ofaturamento estimado da Industria Química
Mundial, para 1998 foi de cerca de 1 trilhão e
500 bilhões de dólares. No Brasil, estima-se
que neste mesmo ano o faturamento bruto do
setor foi de 53 bilhões de dólares (ABIQUIM,1999)
Estas substâncias estão presentes em
várias de nossas atividades diárias, no trabalho e em casa, são usadas para prevenir e controlar doenças, na construção dos objetos, nos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fatores de prevenção
  • Fator evidenciario de prevenção
  • A inconstitucionalidade do fator acidentário de prevenção
  • Fator acidentário de prevenção
  • Fatores de riscos de prevenção do câncer de mama
  • FAP Fator Acidentário de Prevenção/Inconstitucionalidade
  • CÂNCER DE MAMA: FATORES ASSOCIADOS À PREDISPOSIÇÃO E SUAS CONDUTAS DE PREVENÇÃO.
  • MOBILIDADE URBANA COMO FATOR DE PREVENÇÃO À CRIMINALIDADE NO CENTRO HISTÓRICO DE SALVADOR

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!