farmacologia

Páginas: 12 (2819 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
A febre maculosa, também chamada de febre do carrapato é uma doença febril aguda, de gravidade variável, causada pela bactéria Rickettsia rickettsii e transmitida pela picada do carrapatoda espécie Amblyomma cajennense .
A doença recebe em outros países o nome de "tifo de carrapato", "Rocky Mountain spotted fever" (EUA), "fiebre de Tobia" (Colômbia) e "fiebre manchada" (México).
Agenteetiológico
A bactéria Rickettsia rickettsii é obrigatoriamente intracelular, sobrevivendo brevemente fora do hospedeiro. Os humanos são hospedeiros intermediários, não colaborando com a propagação do organismo. Pertence à mesma família da Rickettsia prowazekii, bactéria causadora do tifo. 
Vetores e reservatórios
Os carrapatos vetores conhecidos no Brasil são das espécies Amblyomma aureolatum, que éconhecido como o carrapato-amarelo-do-cão e o Amblyomma cajennense conhecido comocarrapato-estrela, carrapato-de-cavalo ou rodoleiro, as larvas por carrapatinhos ou micuins, e as ninfas por vermelhinhos. São hematófagos obrigatórios, necessitando de repastos em três hospedeiros para completar seu ciclo de vida. O homem é intensamente atacado nas fases de larvas e ninfas do Amblyomma cajennense emenos freqüentemente pela fase adulta doAmblyomma aureolatum.
A febre maculosa é uma riquetsiose diagnosticada em toda a América e a mais severa e a mais freqüentemente notificada nos Estados Unidos. A febre maculosa foi também conhecida no Brasilcomo "febre de São Paulo" ou “tifo exantemático”. Alguns dos sinônimos em outros países incluem “Rocky Mountain Spotted Fever” (“febre maculosa dasmontanhas rochosas”), nos Estados Unidos; "tifo do carrapato" e "febre Tobia", na Colômbia; "fiebre manchada" no México.
A doença é causada pela Rickettsia rickettsii, uma espécie de bactéria que é transmitida aos seres humanos por carrapatos da família Ixodidae. Os sinais e sintomas iniciais da doença incluem o início súbito de febre, dor de cabeça e dores musculares, seguidos pelo aparecimentode exantema. A doença pode ser difícil de diagnosticar nos estágios iniciais e sem tratamento rápido e apropriado pode ser fatal.
Reconhecimento nos Estados Unidos
A febre maculosa foi reconhecida inicialmente em 1896 no vale do rio Snake no estado americano de Idaho e originalmente foi denominada "sarampo preto" (“black measles”) por causa do exantema característico. Era uma doença assustadora efreqüentemente fatal que afetava centenas de pessoas nesta área. No início do século XX, a distribuição geográfica conhecida desta doença abrangia partes dos Estados Unidos tão distantes ao norte como os estados de Washington e Montana, quanto os estados do sul, como a Califórnia, o Arizona e o Novo México.
Howard T. Ricketts foi o primeiro a identificar o organismo infeccioso causador da doença. Ele eoutros descreveram as características epidemiológicas básicas da doença, incluindo o papel dos carrapatos vetores. Seus estudos demonstraram que a febre maculosa é causada pela Rickettsia rickettsii. Esta espécie é perpetuada na natureza por um ciclo complexo que envolve carrapatos e mamíferos; os seres humanos são considerados hospedeiros acidentais e não estão envolvidos no ciclo natural detransmissão deste patógeno. Tragicamente, Dr. Ricketts morreu de tifo (uma outra rickettsiose), no México, em 1910, logo após ter terminado seus notáveis estudos sobre a febre maculosa.
O termo febre maculosa das montanhas rochosas é uma denominação incorreta. Durante os anos 30, tornou-se claro que esta doença ocorreu em muitas áreas dos Estados Unidos fora da região das montanhas rochosas (RockyMountains). Sabe-se agora que esta doença está amplamente distribuída por todo o território dos Estados Unidos, com exceção do Havaí, bem como pelo sul do Canadá, América Central, México e regiões da América do Sul. Entre 1981 e 1996, esta doença foi notificada em todos os estados norte americanos, exceto nos estados do Havaí, Vermont, Maine e Alasca.
Hoje
Recentes pesquisas comprovam que a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Farmacologia
  • Farmacologia
  • Farmacologia
  • farmacologia
  • FARMACOLOGIA
  • Farmacologia
  • Farmacologia
  • Farmacologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!