fala formal e coloquial

Páginas: 24 (5864 palavras) Publicado: 22 de outubro de 2013
 PIB em alta
Em mensagem encaminhada ao Congresso Nacional, a presidente Dilma Rousseff reconhece que o PIB de 2012 "ficou aquém do esperado". Mas, em seguida, ressalva que "fechamos o ano com indicadores que nos afastam e diferenciam substancialmente do cenário vivenciado por muitos países, inclusive os mais desenvolvidos". A mensagem foilevada ao Congresso na solenidade de abertura do Ano Legislativo pela ministra chefe da Casa Civil, Gleide Hoffmann, e lida pelo 1º secretário do Congresso Nacional, deputado Márcio Britar (PSDB-AC).
Mas o Planalto já trabalha com a hipótese do PIB deste ano não ser o "Pibão" esperado pela presidente. A ordem dentro do governo é conseguir um crescimento próximo a 3,5% neste ano para conquistaruma expansão maior que 4% em 2014.
A presidente aproveitou para fazer um balanço sobre o que chamou de a expansão do crescimento do emprego no País, resultado de "políticas ousadas e ações anticíclicas", que levaram "à preservação da nossa economia e do emprego dos brasileiros". Em 2012, a criação de empregos foi a mais baixa dos últimos três anos.
"As incertezas quanto à retomada do crescimentonos Estados Unidos, as dificuldades fiscais e monetárias na União Européia, além da desaceleração do ritmo de crescimento em países emergentes configuraram, como havíamos previsto, um cenário econômico global adverso. Entretanto, um olhar retrospectivo mostra que, mesmo com esse cenário, o Brasil conquistou bons resultados", emendou.
(com Estadão Conteúdo)'Brasil não está na periferia do saber', diz responsável pela internacionalização da Universidade Princeton
Universidades de todos os cantos do mundo estão engajadas no processo de internacionalização. Enviar estudantes ao exterior e atrair jovens estrangeiros é motivo de preocupação também no Brasil, que ainda amarga índices tímidos em relação a emergentes como China e Índia. Nos Estados Unidos, odestino mais procurado por universitários, existem 724.000 estrangeiros no ensino superior: quase 158.000 são chineses e cerca de 104.000 são indianos, enquanto os brasileiros representam menos de 9.000, de acordo com o Institute of International Education. O Brasil também é pouco atrativo. A Grã-Bretanha, por exemplo, abriga 32.683 estudantes americanos, ante os 3.099 conterrâneos de Barack Obamaque estão por aqui. Ficamos atrás de nações como República Checa e até Costa Rica na preferência dos americanos. A despeito dos números tímidos, o Brasil é atrativo para instituições de ponta. A avaliação é de Jaremy Adelman, diretor do conselho para a internancionalização da Universidade Princeton, nos Estados Unidos, e historiador especialista em América Latina. "O Brasil precisa se libertar dessecomplexo de inferioridade, desse estereótipo de que está sempre na periferia do mundo", diz. "O fato de não figurar entre os mais bem colocados [nos rankings internacionais] não significa que aqui não existam centros de excelência ou estudantes e profissionais excepcionais." Adelman esteve no Brasil a convite da Fundação Estudar, que oferece bolsas de estudo a brasileiros no país e no exterior, econversou com o site de VEJA. Confira a entrevista a seguir.
Leia mais sobre universidades americanas:
Yale: A universidade busca jovens líderes no Brasil
Columbia: Brasileiros já são 10% dos calouros estrangeiros
Harvard: 'As universidades precisam formar sábios'
O que, afinal, significa 'globalização do ensino superior'? Cada sistema tem uma definição particular para esse termo. Em termosgerais, é a capacidade do saber intelectual de transcender as barreiras nacionais. O aspecto mais conhecido desse processo é o intercâmbio de estudantes e pesquisadores. É criar condições para que eles extrapolem as fronteiras de seus países em direção a uma educação mais global.
Por que essa discussão se tornou tão latente nos últimos anos? Pelo simples fato de que saber é poder. Os países têm...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • FALA COLOQUIAL
  • Formal x Coloquial Concordancia nominal
  • Falas
  • fala
  • falas
  • Língua coloquial:
  • Padrao coloquial
  • Linguagem Coloquial

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!