face

Páginas: 7 (1743 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
OS ABUSOS DA CRIANÇA
“Prazeres, sócios meus e meus tiranos!
Esta alma, que sedenta em si não coube,
no abismo vos sumiu, dos desenganos.
Deus, Óh Deus! Quando a morte a luz me roube,
ganhe um momento, o que perderam anos,
saiba morrer, o que viver não soube.”
(José Maria Bocage)

Data de 1874, o primeiro caso, de que se tem relato, de maus-tratos físicos
contra uma criança, ocorrido nosEUA. Uma menina, Mary Ellen, fora barbaramente espancada por sua madrasta. O que fazer? A quem recorrer? Diante da
total falta de outras opções, ela foi encaminhada à Sociedade de Proteção de
Animais. É incrível, mas é verdade! Os bichos tinham mais recursos de proteção
do que as crianças.
Este acontecimento, bastante explorado pela imprensa, provocou a criação
da Sociedade de Prevenção daCrueldade contra Crianças, em Nova Iorque, no
ano seguinte.
Até 1946, quando Caffey descreveu seis casos de crianças com fraturas
múltiplas e hematomas subdurais, inexistiam relatos, na literatura médica, de abuso infantil. O autor concluiu que as fraturas indicavam uma origem traumática,
por causas obscuras. Em 1953, Silverman relatou situações semelhantes. Em
1955, Woolley e Evans levantarama possibilidade de os pais serem os causadores desses tipos de lesões. Em 1962, Kempe publicou a “Síndrome da Criança
Espancada”. O impacto dessa publicação foi de tal ordem que, entre 1963 e
1968, todos os estados americanos aprovaram leis que obrigam os profissionais
de saúde a reportarem casos suspeitos às autoridades.
Dados levantados na década de sessenta apontavam as mães, que tinhamcontato mais estreito com os filhos, como as maiores responsáveis pelo abuso
infantil. Na década de setenta registrou-se um aumento no número de homens
envolvidos, com menção especial aos padrastos, namorados das mães e empregados domésticos que cuidam de crianças. Os pais naturais também estavam
envolvidos, em muitos casos.
Segundo Helfer e alguns estudiosos, 30% a 60% dos pais que abusam dosfilhos foram vítimas de abuso, quando crianças. Esta mesma explicação é dada
para o caso de maridos que batem em suas mulheres. Talvez a explicação não
seja exatamente esta. Já tive a ocasião de acompanhar muitos casos, como o
jovem Marco Antônio, que espancava, frequentemente sua esposa, até que esta,
não mais suportando, apelou para o divórcio. Contudo, o pai dele nunca espancara a mulher.Ao contrário, tinha o temperamento submisso e era dominado por
ela, cujo gênio era extremamente agressivo. Marco Antônio simplesmente herdara a agressividade de sua mãe. Mais especificamente, acredito que há uma ponderável contribuição da falta de capacidade de algumas famílias (particularmente
mães, por estarem mais diretamente envolvidas) para lidarem com os problemas
familiares devido àfalta de controle emocional, em especial quando têm filhos
excepcionais que não correspondem às suas expectativas.
Hibbard e Sanders relataram que os maus-tratos não são sempre intencionais, ou seja, geralmente não têm o propósito de provocar contusões, que acabam ocorrendo em decorrência do descontrole emocional, que pode redundar em
lesões significativas ou mesmo na morte da vítima.
“O abusofísico ou emocional de crianças é negado, porque não podemos
admitir o monstro em nós habita, o nosso ocasional desamor, raiva ou ódio contra
"este ser tão pequeno, indefeso e querido". (Gauderer) Nenhum pai ou mãe vai
admitir espontaneamente, que já teve vontade de "torcer o pescoço do seu filhinho". O abuso sexual em crianças também é frequentemente negado, porque é
da natureza humana negar ouminimizar toda e qualquer problemática grave que
nos ameace. É uma defesa psicológica, ainda que primitiva, frente a uma dor emocional. Frequentemente ele é praticado pelo próprios pais. Segundo Wood-

bury & Schwartz, 10% das mulheres americanas já foram vítimas de um abuso
incestuoso.
A aceitação do abuso sexual infantil como um fenômeno real é relativamente recente. Quando Freud estava...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Face
  • face
  • Face
  • face
  • Face
  • face
  • Face
  • Face#

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!