FÁBULAS DE ESOPO

Páginas: 77 (19247 palavras) Publicado: 5 de maio de 2014
 FÁBULAS DE ESOPO
Supostamente atribuídas a Esopo, personagem antes lendário que histórico, que teria vivido na Grécia antiga, estas fábulas são uma relíquia mundial. Sobre Esopo, sabe-se que seu local de nascimento é incerto; não está provado nem há indícios seguros de que tenha realmente escrito tais fábulas. Quanto aos escritos, estes contêm, como todas as fábulas, um extrato moral ealegórico encenado por animais que sugerem normas de conduta em seu proceder, personificando os homens e suas ações., exatamente como os homens, os animais fabulosos falam, cometem erros, são sábios ou tolos, maus ou bons, com o intuito de mostrar como os seres humanos podem agir, para bem ou para mal, razão pela qual as fábulas de esopo, assim como as de Homero, dos Irmãos Grimm, de Fontaine, Andersen,dentre outros, de domínio público, fazem parte do tesouro literário mundial. As fábulas que aqui estão, foram compiladas num linguagem geral, porém, devem ser lidas e explicadas para as crianças de acordo com sua idade, mudar o vocabulário e  entonação conforme a  compreensão linguística.

 Esopo
 

O leão e o macaco
 O leão, o rei dos animais, convocou todos os bichos a uma assembléia geralpara tratar de assuntos graves. Acudiram (foram) estes ao convite, que consideravam grande honraria. E o leão lhes disse: “Prestantes e estimadíssimos vassalos capachos, convidei-vos para que me tirásseis de uma dúvida cruel: há muito que quero saber se o meu bafo ou fede ou cheira; vou consultar-vos a cada um em particular”. Dito isso, tomou-os um por um, e os consultou. Aos que diziam que fedia,ele falava: “Insolente! tens o atrevimento de dizer que fede o bafo de teu rei ? !” tornava-lhes o leão, e logo os matava. “Adulador! pois tens cara de dizer-me a mim, que o meu bafo cheira, dizia aos que mentiam para lisonjeá-lo; não gosto de quem quer me enganar!” E os matava. Chegou a vez do macaco:Meu Rei, há de Vossa Majestade perdoar-me, disse o espertalhão; ando há quinze dias com umresfriado horrível; saí da cama há pouco e apresentei-me, só para não faltar à devida obediência; mas não estou em estado de perceber cheiro algum. E o Leão riu-se da malandragem e sutileza do macaco; e este foi salvo.
MORALIDADE: Por que ter pressa de dizer aquilo que, não podendo trazer utilidade alguma, só traz comprometimento?

O macaco e a raposa
 Uma raposa tinha um rabo tão comprido epeludo, o qual andava sempre caído, sem graça, arrastando e varrendo o chão. Um macaquinho, que tinha uma cauda tão pelada, andava sempre triste e abatido, disse:
—  Camarada raposa, você pode me ajudar. Dê-me o que sobra de sua cauda para suprir o que me falta; assim eu fico feliz com uma cauda bonita e você ficará mais elegante e mais leve.
— Prefiro ter a minha cauda assim mesmo pesada earrastando, do que dar-lhe uma parte. Cada um com o que é seu, cada um por si, disse a raposa.
MORALIDADE: Há muitos que antes querem conservar coisas inúteis e até nocivas (materialismo – conhece alguém assim ?), só por serem suas, do que doá-las a alguém que, aproveitando-as, retribuir-lhes-ia com tesouros que nunca são excessivos, ou seja,  às bênçãos dos desvalidos.


O rato ermitão
 Cansado doviver na cidade, um rato 'muito religioso', um santarrão e beato, mudou-se-se um dia para uma fazenda e achou um queijo caipira. Abrindo-lhe um buraco nele enfiou-se vivo. Ali, longe do bulício dos negócios e da cidade, em eterna penitência, tinha à mão todos os cômodos, bom abrigo, queijo e boa comida. Seus irmãos, entretanto, achando-se com fome e em apuros na cidade, resolveram fazer uma coletageral de contribuições extraordinárias e de dons patrióticos. Foram os coletores à morada do nosso ermitão, (ermitão - é o sujeito que vive no campo) contaram-lhe todos os desastres dos seus amigos e parentes, e expuseram-lhe o motivo da sua visita, pedindo-lhe um pedaço do queijo.  O outro, gordo e rechonchudo, com lágrimas nos olhos, lhes respondeu: "Vedes estas lágrimas que me correm pelas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • fábulas de esopo
  • fabulas de esopo
  • Fábula de Esopo
  • Fábula Esopo
  • fabulas de esopo
  • Esopo
  • coletania de fabulas de esopo
  • Releitura das Fabulas- ESOPO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!